Eletrobrás restabelece fornecimento da energia elétrica no Miritizal e outros bairros

Miritizal

A gerência regional da Eletrobrás autorizou na tarde de segunda-feira (02) o restabelecimento da energia nos bairros da Olivença e Miritizal que havia sido suspensa para mais de mil casas que ficaram no escuro durante cinco dias por motivo das águas do Rio Juruá. Depois de uma vistoria no local os técnicos decidiram desligar a rede de baixa e alta tensão por motivo de segurança dos moradores.

Os moradores inconformados com a decisão da Eletrobrás fizeram uma grande manifestação na ponte da União que foi interditada e em seguida foram até a frente da sede do Escritório da empresa para solicitar o religamento da energia no bairro que causou diversos tipos de prejuízos à população, além de deixar o bairro às escuras. A manifestação só acabou depois que foi garantido o retorno da energia.

Os manifestantes reclamaram que em anos anteriores a Eletrobrás não interrompia o fornecimento da energia sem que água atingisse as residências e a suspensão causou grandes transtornos nas escolas da comunidade. Os diretores tiveram que devolver os produtos da merenda escolar para a Coordenação Estadual de Educação para não perder os alimentos.

O Gerente Regional da Eletrobrás em Cruzeiro do Sul, José de Sousa Melo, afirmou que a energia foi desligada porque a água do Rio Juruá atingiu 12,48 metros, ultrapassando a cota de alerta e atingindo os postes da rede de alta tensão que ficaram dentro d’água e se permanecessem com a energia ligada poderia causar riscos de acidentes aos próprios moradores.

A Eletrobrás suspendeu o fornecimento de energia elétrica nos bairros Miritizal, Lagoa e Olivença e nas comunidades Tapiri, Bôca do Môa e Praia grande e segundo José Melo está sendo religada de acordo com a vazante do Rio Juruá para garantir segurança aos moradores que ficam prejudicados, mas ressaltou que o desligamento só acontecesse por motivos técnicos de segurança.

Powered by Bullraider.com