Ativistas culturais de CZS debatem Plano Estadual de Cultura

FEM 48 FOTO PRIMEIRA MATERIA

A equipe da Fundação de Cultura Elias Mansour (FEM), em caravana pelo Vale do Juruá, iniciou conversações e escutas públicas para a construção do Plano Estadual de Cultura (PEC) nos municípios da região. Fazedores de cultura, jovens beneficiados com os projetos culturais e membros da sociedade civil participaram das discussões ontem (14), no Auditório da Escola Flodorardo Cabral. Cruzeiro do Sul é considerada como uma das cidades de grandes manifestações culturais.

Para o diretor de Políticas Culturais da FEM, Assis Pereira, a sociedade se organizar para discutir o PEC é uma forma de garantir seus direitos e anseios culturais. “Esse plano é um referencial para toda a construção das políticas públicas na área da cultura nos próximos 10 anos no Acre. É uma oportunidade inédita, na qual apenas 17 Estados no Brasil foram convidados pelo Ministério da Cultura em realizar suas conferências para a construção de seus planos estaduais”, disse ele. A equipe conta com o apoio da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Representando os artistas, o membro do Conselheiro Estadual de Cultura, José Carlos Caju, ressaltou a importância da participação da classe para formulação de ideia, que segundo ele, serão transformadas em políticas públicas “Só conseguiremos crescer contribuindo e ouvindo para a realização do PEC. Tudo que vamos fazer, durante essas oficinas, é muito importante para o crescimento cultural do Estado”, avaliou.

O PEC está inserido no Plano Nacional de Cultura (PNC), tem por finalidade o planejamento e implantação de políticas públicas de longo prazo voltadas à proteção e promoção da diversidade cultural brasileira. Diversidade que se expressa em práticas, serviços e bens artísticos e culturais determinantes para o exercício da cidadania, a expressão simbólica e o desenvolvimento socioeconômico do país. 

O governo do Estado, por intermédio da FEM, lançou cinco editais do Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura ( Precult), criado como parte integrante do Sistema Estadual de Cultura (SEC), que substituiu a Lei Estadual de Incentivo a Cultura. É composto por diversas modalidades de apoio a projetos comunitários de natureza cultural. As inscrições estão abertas até o dia 10 de janeiro do próximo ano.

Jorge Natal - Fotos Chico Rocha 

 

Add a comment (0)

Tião Viana recebe Colar do Mérito Judiciário durante inauguração da Cidade da Justiça em Cruzeiro do Sul

Governador  homenageado foto sergio vale 6

 

 

A mais alta honraria do Poder Judiciário foi concedida ao governador Tião Viana na manhã deste sábado, dia 8 de dezembro, Dia da Justiça, em Cruzeiro do Sul, durante a solenidade de inauguração da Cidade da Justiça, que agrega todos os serviços judiciários da comarca.

A honraria, o Colar do Mérito Judiciário, foi concedida em retribuição a forte parceria e apoio que o governador Tião Viana tem dado aos setores da Justiça no Estado. A construção da Cidade da Justiça é um dos exemplos onde o trabalho conjunto foi realizado para produzir os melhores resultados para o povo acreano.

Segundo o desembargador Adair Longuini, presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Acre, sem a parceria do governo do Estado não seria possível a construção da Cidade da Justiça

Segundo o desembargador Adair Longuini, presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Acre, sem a parceria do governo do Estado não seria possível a construção do espaço. “Aqui nós temos uma economia administrativa porque reunimos num só local todos os serviços da comarca. Isso garante economia de redes, de internet, de tempo, gasolina, logística. Sem falar na comodidade para o cidadão que busca a Justiça”, disse.

"As pessoas vão encontrar aqui uma oportunidade de ver suas vidas tratadas com muito respeito ao procurar pelos serviços que aqui são prestados”, comentou o governador Tião Viana

A área destinada para a construção da Cidade da Justiça foi adquirida pelo governo do Estado. O investimento do Tribunal de Justiça foi de aproximadamente R$ 7 milhões. “Um dos maiores desafios aqui eram os recursos. Buscamos juntos a solução e conseguimos resolver junto ao BNDES [Banco Nacional de Desenvolvimento Social]. As pessoas vão encontrar aqui uma oportunidade de ver suas vidas tratadas com muito respeito ao procurar pelos serviços que aqui são prestados”, comentou o governador Tião Viana.

A área da Cidade da Justiça é de 100 mil metros quadrados, com 5,3 mil metros quadrados de área construída, que abriga as 1ª e 2ª Varas Cíveis, 1º e 2º Varas Criminais, os Juizados Especiais, Vara da Infância e da Juventude, o Tribunal do Júri e a Central de Execução de Penas Alternativas da Comarca de Cruzeiro do Sul 

A área da Cidade da Justiça é de 100 mil metros quadrados, com 5,3 mil metros quadrados de área construída, que abriga as 1ª e 2ª Varas Cíveis, 1º e 2º  Varas Criminais, os Juizados Especiais, Vara da Infância e da Juventude, o Tribunal do Júri e a Central de Execução de Penas Alternativas da Comarca de Cruzeiro do Sul. A Justiça Federal, o Ministério Público Federal e Estadual e a Ordem dos Advogados do Brasil também terão espaço destinado dentro da Cidade da Justiça. O MPF e o Banco do Brasil assinaram convênio com o Tribunal de Justiça durante a solenidade para uso de terreno na área.

A Cidade da Justiça de Cruzeiro do Sul fica na BR-307, no Bairro Boca da Alemanha, antiga sede do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Vale do Juruá (Ieval).

Agência de Notícias do Acre - Tatiana Campos Fotos: Sérgio Vale

Add a comment (0)

Justiça Eleitoral diploma prefeito, vice e vereadores de Cruzeiro do Sul

Diplomacao-CZS-prefeito

A diplomação do prefeito reeleito Vagner Sales, do  vice Mazinho Santiago e dos 14 vereadores eleitos, aconteceu na noite desta quarta feira (05) no Teatro dos Náuas, que estava lotado de parentes, correligionários e eleitores. Representantes dos diversos poderes da Justiça Acreana prestigiaram solenidade que foi comandada pela Juíza da 4ª Zona Eleitoral, Andreia Brito.

Add a comment (0)

Forte chuva provoca alagamentos e desmoronamentos em bairros de Cruzeiro do Sul

Chuva 1

Uma chuva torrencial que durou cerca de três horas, na tarde desta terça-feira (04) provocou vários desmoronamentos, queda  de árvores, muros e alagamento em vários pontos da cidade. Muitos moradores tiveram suas casas invadidas pela água da chuva e  alguns muros foram ao chão. Segundo informações do Corpo de Bombeiros essa foi uma das chuvas mais fortes deste ano.

O sargento Ferreira, do Corpo de Bombeiros, afirmou que o volume de água durante as três horas de chuva foi de 65 milímetros por metro quadrado,  informando que o normal é de 10 milímetros. Ferreira informou que foram muitas as solicitações de moradores durante a chuva, principalmente por conta do alagamento.

No Bairro do Remanso e do Telégrafo várias residências foram atingidas pela água que transbordou dos córregos. O senhor Antônio Nazaré da Silva, 62, disse que já sofreu muito com as alagações quando  chega o inverno, dizendo que os córregos transbordam porque os bueiros são finos e estão praticamente tapados de lixo.   

Adélcio Ramos que também teve sua casa invadida pela água da chuva comentou que já perdeu vários objetos como sofá, guarda roupa, geladeira porque quando água sobe é rápido e na maioria das vezes não dá tempo retirar, lamentando que alguns animais morrem afogados porque não dá tempo salvá-los.

No centro da cidade o muro da CEDUP, onde funciona a faculdade à distância da Universidade Aberta do Brasil (UAB) foi ao chão. Na Secretaria de Saúde do município também houve desmoronamento. Na Avenida 25 de agosto, uma das principais avenidas da cidade, árvores foram arrancadas pelo vendaval.

Add a comment (0)