NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Gestão Municipal da Prefeitura de Mâncio Lima, nas pessoas do Prefeito Cleidison Rocha e do Vice-prefeito Eriton Maia vêm de público esclarecer o que se segue:

1.       Que não houve e nem há nenhum “Escândalo Financeiro” envolvendo a Prefeitura Municipal de Mâncio Lima ao longo dos últimos 04 (quatro) anos de gestão, conforme alguns veículos de comunicação publicaram nos últimos dias, sem investigação, sem provas e, portanto de maneira inoportuna e indevida. E se algum fato ali relatado  viesse a ser verídico, ainda assim não poderia ser caracterizado como “Escândalo Financeiro”.

2.       Todas as questões ali ditas e/ou insinuadas são de inteiro conhecimento do Ministério Público que, ao solicitar informações e instruir procedimentos, obteve prontamente todas as respostas e em seguida foram tomadas todas as medidas, com o intuito de garantir a normalidade administrativa de uma gestão que prima pelos princípios da legalidade, da ética e da transparência.

3.       Que os parentes do prefeito e do vice-prefeito que trabalham na Gestão Municipal são servidores efetivos da Prefeitura, com ingresso no quadro a partir de concursos públicos realizados em gestões anteriores remetendo-se antes de tudo ao príncipio do mérito e nunca ao da “pessoalidade”, quanto aos Secretários de Ação Social, Finanças e Produção caracterizam-se conforme a Lei como “Agentes Políticos” pelo fato de ocuparem o cargo de Secretários, situação que lhes garantem a cobertura da Lei.

4.       Que em nenhuma Gestão ao longo dos 35 anos de nosso município, a partir de sua emancipação politica se priorizou tanto o mérito como essa, o que se expressa pela realização de concursos públicos seguidos, sem que um único questionamento tenha sido feito ou encontrado abrigo legal.

5.       E por fim, que não nos causa nenhum estranhamento o fato de tais “noticias” estejam sendo “plantadas” no momento que sucede uma eleição na qual um grupo político influente na região e no Estado foi derrotado pelo sufrágio que expressa a vontade popular e não têm aceitado democraticamente a derrota, como deve se comportar os democratas. Talvez por ter cometido o equívoco imperdoável de acreditar mais na força do poder econômico, que aqui se fez jorrar como que em “cachoeiras” do que na consciência que nossa gente de maneira inteligente e altaneira honrou ao demostrar. Tudo não passa de “choro de surubim”.

De nossa parte tudo continuaremos a fazer para que nosso município e sua gente continuem percorrendo a passos longos rumo ao futuro, que há pouco começou mais teimar em construir.

Powered by Bullraider.com