Estética Hollywood By Dr. Rey será inaugurada em Rio Branco

 

Com objetivo de democratizar a beleza, a Estética Hollywood inova no mercado da estética. A clínica em Rio Branco é a 17a da marca a abrir suas portas no país.

Celebridade mundial, o médico cirurgião plástico Dr. Robert Rey assina a rede de franquias Estética Hollywood. Com a missão de revolucionar o mercado de estética nacional com tratamentos de altíssimo padrão de qualidade, incluindo os mais modernos aparelhos do mercado mundial, a Estética Hollywood tem o firme objetivo de ‘democratizar a beleza’. Respeitando com veemência o Código de Ética Médica e o Código de Defesa do Consumidor, a marca tem como sócia Lovani Russomanno, que já atuava no mercado estético, mas desejava expandir os negócios por prezar pela qualidade, inovação, tecnologia a preços acessíveis. Com essa atuação diferenciada, os responsáveis - Dr. Robert Rey, Lovani Russomanno, Fabiana Barrese Duarte, Rodrigo Messias, Paola Rabello e Rafael C. Apolinário - visam tornar a Estética Hollywood a maior rede do setor no Brasil.

Em Rio Branco, estado do Acre, os quatro sócios, Edberto e Daricy Ferreira e Alan Pinheiro e Samantha Souza buscaram a implantação da Estética Hollywood para a cidade devido seu formato exclusivo e o grandioso sucesso de resultados nas já instaladas clínicas no país.

“Aderimos imediatamente ao formato de trabalho da Estética Hollywood, pois sempre desejamos oferecer aos acreanos o melhor, mais eficaz e mais atencioso tratamento estético aliado a valores atraentes e democráticos para homens e mulheres”, afirma Samantha Souza, sócia da franquia em Rio Branco.

Em Rio Branco, a franquia será aberta no dia 06 de abril, segunda-feira, às 20h, na Rua Rio de Janeiro, número 230. A presença do Dr. Rey já esta confirmada e a festa para convidados e a imprensa terá muitas surpresas. Os sócios acreditam que o Acre nunca mais será o mesmo no ramo estético. “Confiamos muito nos tratamentos e no modelo revolucionário de procedimentos da Estética Hollywood, e o Acre merece esta revolução,” finaliza Edberto Ferreira.

 Sobre os Tratamentos

A Estética Hollywood dispõe de tratamentos faciais, corporais e uma linha de tratamentos especiais como Bride Care, para as noivas e Mommy Care para mamães (gestantes e pós-parto). Os tratamentos faciais são sucesso, como o Lifting Papada by Dr. Rey e o Clareamento Light Face:
indicado para renovação celular através da combinação do peeling de diamante com ácidos exclusivos, promovendo o clareamento progressivo das manchas. Na linha corporal, além do importante tratamento de drenagem, há tratamentos de fotodepilação indolor, o IPL para amenizar os vasinhos tipo teia de aranha, o exclusivo Shakebum, único procedimento no Brasil criado para deixar o bumbum a la Dr. Rey, e muitos outros.

Sobre Equipamentos e Produtos

Os equipamentos e produtos da Estética Hollywood são aprovados pela ANVISA e o desenvolvimento dos procedimentos tem a preeminência do objetivo central da empresa que é a satisfação de cada cliente, cuidado e avaliado com zelo e transparência. Os protocolos da Estética Hollywoood possuem a chancela do know-how, técnicas e segredos do Dr. Rey, porém ele não atua como médico e não realiza nenhum procedimento estético no Brasil.

Sobre Dr. RobertRey                                                                                                                                      É formado em medicina nos EUA pela Tufts University School of Medicine, fez residência em cirurgia geral em Harbor-UCLA Medical Center e em cirurgia plástica na University of Tennesse-Memphis Health Science Center, além de ter mestrado em Políticas Públicas em Harvard. Ele é membro do The Los Angeles Medical Association e da Associação Médica Americana. Todos os anos viaja em missões humanitárias para operar crianças com deformidades físicas. Dr. Rey já fez mais de 33 mil cirurgias plásticas e foi, por três anos, o profissional da área mais ocupado do mundo. Na TV, apresentou o programa Dr. Hollywood, que era transmitido para 172 países. Tem destaque em Beverly Hills por ter operado diversas estrelas do cinema.                                                               Endereço: Rua Rio de Janeiro, 230 – Centro. Fone: 3223.8284

 

Add a comment (0)

Atividades comemorativas ao Dia Internacional da Mulher são encerradas com apresentações culturais e desfile de modas

As instituições ligadas ao movimento feminista encerraram na noite desta terça-feira (31), no Teatro dos Náuas, as atividades comemorativas ao Dia Internacional da Mulher. Durante o mês de Março foram realizadas muitas palestras de conscientização contra violência que ainda são vítimas as mulheres, além de atividades culturais, atendimento de sáude e embelezamento das mulheres. 

O Teatro dos Náuas estava lotado pelas mulheres da comunidade e familiares que prestigiaram o encerramento das atividades. Apresentação de grupo de danças, capoeira, cantores e cantoras da terra, exposição de roupas e um belo desfile de modas com roupas produzidas pelas mulheres do Projeto Verde Moda Juruá, da Fundação Betel, muitas delas vítimas de violência, encerrou as atividades.

O Movimento de Articulação das Mulheres Cruzeirenses e diversas entidades - Delegacia de Atendimento a Mulher e Ao Menor (DEAM), Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), Centro de Referência Vitória Régia, Fundação Betel, entre outras – responsáveis pelo trabalho de conscientização e defesa contra a violência celebraram as conquistas e avanços garantidos pela Lei Maria da Penha.

A vice-presidente do Movimento de Articulação Juruaense de Mulheres, professora Vanda, destacou as conquistas das mulheres do vale do Juruá que garantiram muitos direitos nos últimos anos ao destacar a atenção dada pelo governo do Estado. “ Destaco importantes conquistas como a instalação da Delegacia da Mulher, do Centro de Referência Vitória Regia e da Casa Abrigo que tem garantindo atendimento as mulheres vítimas da violência”, ressaltou.

Janete Ponce representou o governador Tião Viana e destacou os muitos avanços conquistados pelas mulheres do Juruá que foram beneficiadas com investimentos importantes do governo do Estado, a exemplo da implantação da Delegacia da Mulher, do Centro de Referência Vitória Régia, da Casa Abrigo, da Maternidade,entre outros vultosos investimentos que valorizam e beneficiam o público feminino.

Soldado da Polícia Militar há dois anos, Elivane Lima, destacou a importância do trabalho de conscientização contra a violência e preconceito que ainda são vítimas as mulheres. Ela lembrou as dificuldades enfrentadas pelas mulheres na carreira militar, mas destacou que uma cruzeirense já galgou o posto de coronel, mais alta graduação da Polícia Militar e afirmar que ainda há preconceito.

“ Cebola, cebolinha, lugar de mulher é na cozinha” é uma dos cantos durante as atividades físicas dos militares que mostra que ainda há preconceito contra as mulheres. Isso me incomodava muito, mas ao mesmo tempo dava força para mostrar que na verdade lugar de mulher é nos escritórios, na sala de aula e também na polícia militar onde muitas mulheres tem se destacado”, disse.

A vereadora Maria de Fatima, mais conhecida como professora Mariazinha, representou a Câmara Municipal de Cruzeiro do Sul e destacou a importância da mulher na vida da sociedade. Em homenagem as mulheres ela recitou um poema.

A delegada Carla Ivane realiza um sério trabalho de combate a violência contra a mulher que tem garantido um resultado muito positivo e já resulta na diminuição dos crimes de homicídio que nos últimos anos tem gradativamente diminuído.

“ Tenho dito que a violência não tem aumentado. O que aumentou foi a consciências da mulheres que ganharam coragem e não aceitam mais a violência de seus maridos, companheiros e namorados. Essa é a nossa luta já vitoriosa com a diminuição daqueles crimes mais violentos como os homicídios. Nossa luta continua e precisamos garantir a integridade físicas das nossas mulheres e também conscientizá-las dos seus direitos”, disse.

A professora Rosalina Souza, coordenadora do Centro de Refência Vitória Régia, destacou os grandes avanços proporcionados pelos governos da Frente Popular que investiram fortemente nas políticas de proteção e garantia dos direitos das mulheres do vale do Juruá, inclusive nomeando uma delegada para o atendimento das vítimas.

“ A implantação da Delegacia de Atendimento a Mulher e ao Menor com certeza foi uma das nossas grandes conquistas. A nomeação de uma delegada mulher foi outro grande avanço que desinibe nossas mulheres no momento que são submetidas a violência e buscam socorro. Agora, elas sabem que serão atendidas por uma delegada mulher e ficam menos constrangidas. São avanços importantes que agradecemos ao governo do Estado”, disse.

Segundo Rosalina Souza outras duas grandes conquistas foram a implantação do Centro de Referência Vitória Régia e da Casa Abrigo que prestam apoio imprescindível as mulheres vítimas da violência que não tinham onde se refugiar de seus agressores. “ No Centro de Referência fazemos o atendimento psico social de nossas mulheres. Temos assistentes sociais e todo apoio necessário para os diversos casos. Na Casa Abrigo muitas mulheres e seus filhos estão conseguindo se recuperar dos fortes traumas”,afirmou.

A coordenadora agradece a parceria de todos os órgãos governamentais envolvidos na luta de defesa dos direitos da mulher, destacando o trabalho da Secretaria da Mulher na pessoa da secretária de estado Concita Maia e também da Secretaria de Pequenos Negócios que tem sido uma parceira fundamental e garantido profissionalização das mulheres que deixam de ser dependentes dos maridos agressores.

Outro agradecimento especial de Rosalina Souza foi as entidades que contribuem com o trabalho de atendimento as vítimas da violência ao destacar o trabalho da Fundação Betel que realiza ações de muito sucesso como a implantação da cooperativa de costura com resultados nunca imaginados que tem garantido renda e independência as mulheres.

“ O desfile de moda desta noite mostra o nível das nossas costureiras atendidas pelo Programa Reviver da Fundação Betel. São mulheres que não tinham nenhuma atividade profissional e nem perspectivas de vida. Viviam sendo agredidas por seus maridos e ficavam sem opção. Agora, estão independentes e com uma profissão que garante seu sustendo e de seus filhos. Parabenizo a Fundação Betel pela iniciativa que dá mais cidadania a nossas mulheres”, disse.

Marinete Silva, coordenadora do Projeto Vida Nova, desenvolvido pela Fundação Betel, entidade de assistência social da Igreja Assembleia de Deus, destaca que o Projeto Verde Moda Juruá trabalha com mulheres assistidas pelo Projeto Vida Nova que em parceria com o Pronatec e o Senac já realizou quatro cursos profissionalizantes com resultados muito expressivos.

“ Estamos muito felizes com o resultado alcançado pelo Projeto Vida Nova em parceria com o Pronatec, Senac e outras instituições do governo do Estado já formou 350 mulheres em quatro cursos profissionalizantes de muito sucesso. É um projeto ousado que nasceu do acompanhamento das mulheres assistidas e as peças que serão apresentadas no desfile de modas mostra o alto nível das nossas costureiras”, disse.

Um desfile de alto nível no palco do Teatro dos Náuas encerrou as atividades comemorativas do mês da Mulher. Na passarela a delegada Carla Ivane, assistentes sociais, policiais, professoras e modelos apresentaram a bela coleção de roupas que está a venda no atelier na sede da cooperativa ao lado da Igreja Assembleia de Deus. A qualidade das peças e a beleza das modelos conquistou muitos aplausos do público presente.

 

 

Add a comment (0)

Mais de 12 toneladas de peixe do Baixo Amazonas chegam para Semana Santa

Duas embarcações com mais de seis toneladas de peixe comprados no município de Itamarati, no baixo Amazonas, chegaram em Cruzeiro do Sul para atender o consumo da Semana Santa. Matrinchã, pacu e surubim estão entre as variedades de peixe do rio de muita qualidade estão disponíveis para venda à população ao preço médio de R$ 10,00 e R$ 12,00 o quilo.

O empresário Carlos André, que comercializa peixe há muito tempo na região informou que há cerca de quatro anos os pescadores do Acre foram impedidos de pescar no município de Itamarati e outros do Amazonas e atualmente tem que comprar o peixe dos pescadores do Estado vizinho e que a quantidade trazida deve atender a necessidade da população.

“Gastei sete dias e sete noites para ir lá buscar o peixe e voltar. Agora, temos que comprar o pescado porque fomos impedidos de pescar nos municípios do estado do Amazonas e esta situação além de dificultar muito para nós encarece o preço que poderia ser menor para o consumidor”, afirmou.

Add a comment (0)

Perigo: ônibus quebram na BR-364 com problemas mecânicos, causam prejuízos a passageiros e ninguém fiscaliza

 Elson Costa

Os ônibus rodoviários das empresas Trans Acreana, Petroacre e Latina que trafegam na BR-364 de Rio Branco a Cruzeiro do Sul e na volta passando por Tarauacá, Feijó e Sena Madureira, estão em situação precária e em muitas ocasiões colocam em perigo a vida dos passageiros. A maioria da frota é velha, apresenta problemas mecânicos e os passageiros tem ficado várias horas ao longo da estrada, sem nenhum tipo de assistência, enquanto aguardam socorro.

Segundo as reclamações os ônibus da empresa Latina são os que mais apresentam problema e quase todos os dias são encontrados parados em trechos da BR-364. A maioria dos passageiros reclama das péssimas condições dos veículos, que normalmente trafegam com a lotação completa, mas não oferecem nenhum tipo de conforto aos clientes. Trafegam sem água durante a maior parte da viagem, com banheiros em péssimas condições de higiene e exalando mau cheiro.

Os relatos de problemas com os ônibus de todas as empresas são muitos. No sábado anterior um ônibus parou nas proximidades de Sena Madureira por falta de Diesel. Outro quebrou o diferencial em Tarauacá. Mais um teve problema de aquecimento e outro estourou um dos pneus e ficou retido nas proximidades do Rio Liberdade, apenas para citar alguns exemplos ocorridos recentemente.

A estudante de Medicina Adriágila Silva Paiva, que viajou na quarta-feira (11) a noite no ônibus da Trans Acreana, reclamou que o banheiro estava em péssima condição de uso e exalando mau cheiro durante toda a viagem. “Não se pode admitir que essa empresa trate o passageiro desta forma, pois estamos pagando. Comprei uma poltrona localizada na metade do ônibus e me colocaram perto do banheiro. Reclamei, mas não teve jeito”, disse revoltada.

O diarista Tiago Silva também reclamou das péssimas condições do ônibus da Trans Acreana ao comentar um aviso dado pelo motorista, logo depois de sair do quilômetro 72 da BR-364, entre Sena Madureira e Rio Branco. Depois de esperar mais de meia hora pelo socorro o motorista atendeu pedidos dos passageiros e reiniciou a viagem, mas informou: “Vamos devagarzinho, mas vamos chegar”, disse o motorista.

“De caótica a situação se torna cômica. Fizemos uma viagem muito demorada. Logo depois da metade da viagem o ônibus começou a falhar, pois o motor do veículo não tinha forças. O ônibus se deslocava lentamente aos solavancos e demorou mais de quatro horas de Sena Madureira para Rio Branco. A situação trágica se tornaria cômica, quando na Via Verde uma bicicleta ultrapassou o ônibus e muita gente ficou rindo”, reclamou o passageiro Josias em tom de gozação.

O encarregado de construção de redes de telefonia, Ricardo Rodrigues, que sempre viaja a serviço pelos municípios do interior classifica como péssimo o serviço prestados pelas empresas de ônibus. Ele garante que já utilizou todas as companhias e o serviço não tem muita diferença de uma para a outra. Sempre que viaja encontra ônibus quebrados no acostamento da BR-364.

“Tem que ter alguém para fiscalizar essa situação perigosa. As empresas faturam alto, com um bilhete caro e os ônibus em péssima condição. Quando acontecer um acidente fatal ou um ônibus desse incendiar e causar uma tragédia é que vão tomar providências. Hoje, por exemplo, já perdi o horário de pegar o carro que iria para Porto Velho por conta desse atraso. As autoridades tem que tomar alguma providência”, afirmou.

Ao perceber a presença do jornalista Elson Costa, que viajava no ônibus e fotografou o momento que se colocava água no radiador do ônibus que estava aberto, na altura do KM 72 da BR-364 entre Sena Madureira e Rio Branco, o motorista ficou irritado e respondeu em tom áspero que não sabia qual era o problema do veículo.

O Encarregado de Serviços da Trans Acreana, Bereminz, informou que os veículos da empresa estão quebrando por conta da situação da BR-364 que não oferece condições de tráfego e os buracos estão danificando as suspensões dos veículos, arrancando os para choques e furando os radiadores fazendo com que os carros parem durante a viagem e causando transtorno aos passageiros.

“Nossa frota e a mais nova e oferece bastante conforto para nossos passageiros. Mas a situação precária da estrada está causando todos estes problemas nos ônibus. Fizemos um protesto, mas está um jogo de empurra entre o Deracre e o Dnit. Estamos fazendo o melhor possível para atender nossos passageiros, mas a situação é preocupante, pois os carros não estão aguentando”, disse.

O proprietário da Latina, Célio, afirmou que a principal causa da quebradeira dos ônibus na BR-364 é a condição de estrada ao destacar que sua empresa é uma das mais penalizadas por trabalhar com ônibus trucado de grande porte, muito confortáveis, com suspensão a ar e informar que as empresas encaminharam na semana passada oficio ao Dnit, Deracre e Ageac solicitando melhorias nos atoleiros que estão prejudicando a prestação do serviço.

“ Nossa vontade é prestar um serviço cada vez melhor a nossa população. Estamos tendo muitos prejuízos, três ônibus da Latina fundiram o motor com prejuízo superior a R$ 30 mil. Este não é só um problema nosso, mas todas as empresas estão sofrendo a mesma situação. Temos planos de renovar a frota e investir em ônibus com 56 poltronas, de dois andares, mas está sendo necessário a melhoria das condições de tráfego, além da tarifa que está defasada”, disse.

Segundo Célio o trecho mais crítico da BR-364 está localizado há cerca de 20 quilômetros de Tarauacá onde a maioria dos ônibus tem atolado e tido vários problemas. “ Nossa empresa tem conseguido trabalhar com índice zero de acidente e a informação boa é que nesta semana o engenheiro chefe do Dnit informou que o trecho danificado vai ser recuperado e a nossa intenção é sempre prestar um serviço de boa qualidade aos nossos clientes”, afirmou.

Apesar das tentativas não foi possível contato com o representante da empresa Petroacre e com o diretor geral da Agência Estadual Reguladora dos Serviços Públicos do Estado do Acre (AGEAC) que tem como missão fiscalizar, controlar e regular os serviços públicos delegados prestados no Estado do Acre, entre eles a fiscalização do transporte rodoviário de passageiros na BR-364.

Add a comment (0)