Juíza da Vara da Infância e da Juventude regulamente através de Portaria venda de bebidas e presença de menores na festa carnavalesca

A juíza Adimaura Souza da Cruz, titular da Vara da Infância e da Juventude de Cruzeiro do Sul, baixou no dia 5 de fevereiro, a portaria nº 05/2015, que restringe a comercialização de bebidas alcoólicas a menores e regulamenta a entrada e a permanência de crianças e adolescentes em locais públicos e privados onde serão realizadas festas relacionadas ao carnaval. A permanência de menores de 18 anos desacompanhados e sem autorização de responsáveis em festas a partir das 24h, será fiscalizada pelo Juizado da Infância e Juventude com apoio do Conselho Tutelar de Cruzeiro do Sul.

De acordo com documento, fica proibida a entrada e a permanência de crianças e adolescente, menores de 14 anos de idade, nos locais de dança ou bailes carnavalescos, a partir das 24h, mesmo que acompanhado dos pais ou responsáveis.

“Ressaltamos que até as 24h, menores deverão está munidos de documentos de identidade e próximo aos seus responsáveis. A venda de bebida alcoólica para menores também será fiscalizada com rigor, e em casos de descumprimento dos termos da Portaria serão responsabilizados e responderam criminalmente”, comentou a juíza titular da Vara da Infância e da Juventude.

Add a comment (0)

blog do Crica

 

“Sempre é preciso ter duas idéias: uma para matar a outra”.

                     (Georges Braque, pintor francês)

Conversa com o pastor Agustinho

Para muitos da classe política, o Pastor Agustinho, da Igreja Batista do Bosque é um homem ávido pelo poder, planeja ao médio prazo ser presidente de um partido político e aumentar a influência dentro do governo e da prefeitura de Rio Branco. Fomos conversar com ele em sua residência. Foi uma conversa tranqüila, emocionada em alguns momentos, sobre estes temas.

Afastamento político

Estou me afastando da política partidária. Vou me dedicar exclusivamente à igreja Batista, da qual sou pastor, não estava mais dando para conciliar minha atividade pastoral com a política.

Em que ponto interferia

Pessoas mal intencionadas comentavam que eu estava tirando proveito pessoal desta atividade, que era sócio de empresas, para me dar bem política e financeiramente, uma inverdade.

Sou um assalariado

Sou um assalariado da Igreja Batista do Bosque. A casa que eu moro é da igreja. O meu carro é financiado e também é da igreja. Não tenho empresas nem relação comercial com o governo.

Comentários que desencantam

Estes comentários me desencantaram. Por isso estou saindo da política, mas, que fique bem claro: não implica em rompimento com a FPA e nem que vá buscar novos caminhos políticos.

O que pesou mais na decisão

O que mais pesou na decisão foi uma viagem à Israel, onde Deus tocou no meu coração e fez ver que a minha atividade era a pastoral e não a política, agora minha dedicação será à igreja.

Relação com Tião Viana

A minha relação com o Tião Viana, que é um grande governador, é de respeito e por quem eu nutro grande amizade. Posso dizer que considero o Tião um bom amigo e bom governador.

Parte política

A parte política vai ficar para o deputado federal Alan Rick, com o Gemil e com o Jamil Asfury, eles é que serão os responsáveis pela política, vou cuidar apenas da Igreja Batista do Bosque.

Fatos que incomodam

Sofri muito desgaste com a história falsa que mandava no governo e na prefeitura e brigava por cargos. Não é verdade. Criaram uma falsa imagem minha. Sou desapegado do poder.

Meu comentário

A imagem que o Pastor Agustinho me passou na conversa é de ser um religioso convicto, uma pessoa humilde e séria. E na parte política posso dizer acertou em ter tomado a decisão.

Menos, menos, Gladson

Chega um release do senador Gladson Cameli (PP) prometendo lutar pela construção da ponte sobre o rio Madeira. Chegou tarde. Já está em construção e com verba para a obra liberada.

Plantando semente

A deputada Eliane Sinhazique (PMDB) é uma política com visão de futuro, ao promover um Baile de Carnaval para os servidores da Aleac, com os MUGs, busca angariar simpatia interna.

Chapa em costura

Gladson Cameli (PP) ao governo e Tião Bocalon (PSDB) de vice. E Márcio Bittar (PSDB) e Vagner Sales (PMDB) disputando as duas vagas do Senado. São as costuras na oposição para 2018.

Esqueceram de mim

Parece que nem dentro da oposição levam a sério a possibilidade do senador Sérgio Petecão (PSD) disputar a reeleição. Se nem entre os seus é consenso, imagine entre os eleitores.

Prestígio político

O senador Jorge Viana (PT) mostra prestígio político ao ser guindado para novo mandato como vice-presidente do Senado, um cargo na mesa reservado para quem tem prestígio político.

Escritório de apostas aberto

O deputado federal Sibá Machado (PT) será o líder do PT na Câmara Federal. O escritório de apostas está aberto, como vai aparecer logo no noticiário dizendo que o Petrolão não existe.

Estreia com derrota

Sibá fez uma estréia com derrota. O deputado Eduardo Cunha (PMDB) detonou a presidente Dilma, o PT, o candidato Arlindo Chinaglia (PT) e se elegeu presidente da Câmara Federal.

Fim de papo

Devaneios dos aloprados do PT como a “regulação da mídia”, com Cunha vão para a lata do lixo.

Taumaturgo candidato

O deputado Jonas Lima (PT) me confirmou ontem que o ex-deputado federal Taumaturgo Lima (PT) será candidato a prefeito de Mâncio Lima no próximo ano. Sua chance de ganhar é real.

Prazo de validade

Observava no domingo, com dois parlamentares reeleitos, durante a posse dos deputados, a euforia dos novatos. Comentários unânimes: “a euforia começa acabar a partir de terça-feira”.

Ação limitada

E foi uma observação pertinente destes dois deputados antigos, um parlamentar tem muitas limitações, fica praticamente adstrito aos debates na tribuna, e pouco pode fazer além disso.

O tempo ensina

O tempo vai ensinar a alguns dos novos deputados que não foram eleitos a Deuses do Olimpo, mas parlamentares de um Estado pobre, para estarem pensando que vão mudar o mundo.

Sem traumas

O deputado Ney Amorim (PT) conseguiu chegar à presidência da Assembléia Legislativa sem traumas, na base de muita conversa.

A selfie do chaguinha

Ontem, pegavam no pé do deputado Chagas Romão (PMDB) por sua selfie com o governador Tião Viana, no café da manhã oferecido pelo governo. Nada demais, só uma foto inocente.

Podem aguardar

Dois escândalos que vão atingir dois parlamentares: a distribuição de carteiras falsas de pescadores e o uso de receituário fajuto para trocar remédios por votos. Me cobrem isso.

.........................................Primos, nem tanto........................................

Na visita que fez ao ex-presidente da Assembléia Legislativa, deputado Élson Santiago (PP), nos últimos dias de mandato para se inteirar de como era o funcionamento interno, o deputado Gerhlen Diniz (PP) foi saudado: “então é você o primo do deputado Gilberto Diniz?”. Impassível, veio a resposta: “sou só o Gerhlen, não tenho este primo”. Na verdade são primos, mas as relações se deterioram tanto na campanha política quem nem se falam. O Élson não sabia disso. A família Diniz nunca foi um mar de união quando se trata de política.

Add a comment (0)

Nota de Repúdio

O Diretório Regional do Partido dos Trabalhadores vem a público repudiar veementemente as declarações irresponsáveis e mentirosas feitas pelo Sr. Sérgio Petecão e publicadas pelo sítio de notícias Contilnet em 09/02/15.

Buscando holofotes, pois está em baixa com a opinião pública, Petecão esquece que é contra ele que tramitam ações penais dos mais graves crimes no STF,  já que responde em última instância a processos de peculato e compra de voto.

Tião Viana, não tem ações penais contra ele.

É incompreensível que um cidadão, revestido da autoridade de senador da república, acuse de forma descabida, leviana e irresponsável, um homem com mais de vinte anos de vida pública, lisura de caráter e passado ilibado como o governador Tião Viana. 

Enquanto planeja as novas mentiras, o senador Petecão esquece do próprio mandato, que é reconhecido pela população acreana como fraco e completamente improdutivo. Ao planejar novos ataques, Petecão esquece que precisa pelo menos frequentar o Senado, para não continuar na lista dos parlamentares mais faltosos do Brasil.

O discurso vazio daqueles que fazem da política um eterno palanque não nos abate.

O PT adotará todas as medidas jurídicas necessárias para defender a honra e a dignidade do governador Tião Viana e do partido, e convoca a sua militância para um combate incessante em defesa da ética e da verdade na política.

Rio Branco, 09 de fevereiro de 2015.

Diretório Regional do Partido dos Trabalhadores – Acre

Add a comment (0)

Mais uma enchente do Rio Juruá desabriga famílias em bairros ribeirinhos

O volume de águas do Rio Juruá ultrapassou a cota de alerta há vários dias e na tarde de quarta-feira (04) chegou a marca de 13,57 metros. Pela manha a medição marcou 13:50 metros. As águas invadem residências construídas nas áreas alagadiças dos bairros da Lagoa, Cruzeirinho, Miritizal e Várzea, além de outras localidades as margens rio. Até o momento apenas sete famílias foram retiradas pelo Corpo de Bombeiros e levadas para abrigos sociais.

O belo visual do Rio Juruá, visto da Ponte da União, contrasta com os problemas causados pela enchente que a cada anos desabriga algumas pessoas que construíram suas casas dentro de áreas alagadiças, nas margens do rio e todo ano passam pelo mesmo problema. Muitas delas já estão acostumadas e aguardam oportunidade de conseguir casa num lugar seguro.

O comandante do Corpo de Bombeiros de Cruzeiro do Sul, tenente coronel BM Marcelo Araújo, informou que em Porto Walter o nível do Rio Juruá teve vazante de um metro e quarenta centímetros e caso não tenha mais chuva no Alto Juruá a tendência e ter também uma vazante em Cruzeiro do Sul que já atingiu a marca de 13,57 metros, mas já deu sinal de pequena vazante.

“ Estamos acompanhando diariamente o nível das águas do Rio Juruá, esperamos que a vazante aconteça porque cada vez que o rio sobe atinge mais famílias. Apesar de termos seis bairros atingidos pela alagação, apenas sete foram retiradas das áreas para abrigo social. O critério para a remoção das famílias é a água entrar na casa e não ter mais condições da família permanecer no local para evitar doenças”, disse.

O tenente coronel Marcelo Araújo ressalta que todos os anos o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil lidam com o problema e os militares monitoram diariamente o nível das águas. Ele informa que as pessoas que moram nas áreas alagadas pelo Rio Juruá já tem uma grande experiência em lidar com a situação e todo ano tem o apoia da Prefeitura de Cruzeiro do Sul que garante aluguel social para os atingidos.

Mas, nem tudo é sofrimento: garotada aproveita para saltar de Apuí de 50 metros de altura

Numa das visitas na área alagada do Rio Juruá, no bairro Cruzeirinho, encontramos uma quantidade de jovens que toda tarde se divertem numa árvore de Apui, que tem mais de cinquenta metros de altura. Os garotos sobem até o topo da árvore e sem medo nenhum pulam para a água, muitos deles dando salto mortal. Toda tarde é a mesma diversão e a altura não intimida nenhum deles.

“ É sensacional saltar dessa altura. Toda tarde brincamos aqui quando o Rio Juruá está cheio”, disse um dos jovens que minutos tinha subido na árvore e dado um salto mortal rumo as águas. Questionado dos perigos da brincadeira ele afirma que nunca aconteceu nenhum problema com ninguém e ele participa da brincadeira todos os anos quando as águas do rio sobem.

Empresário reclama do desligamento e do preço da conta de energia elétrica

Empresas do setor de serviços de manutenção de motores de barcos, que estão localizadas há décadas nas margens do Rio Juruá, sofrem prejuízos com o desligamento da rede de energia elétrica nos períodos das enchentes feitos para evitar acidentes que podem ser fatais. O empresário Davi Lopes, que tem sua oficina instalada na beira do Igarapé São Salvador desde 1960, reclama do desligamento depois de ter feito uma rede nova e segura.

“ Para nossa empresa o desligamento da energia elétrica causa muitos prejuízos. Neste ano fui na Eletrobrás e eles autorizaram fazer uma rede nova e segura que teve um custo alto para evitar o desligamento, mas desligaram do mesmo jeito e ficamos sem energia. A rede feita é segura e não oferece risco nenhum. O problema é que mesmo com contador desligado, quando volta a energia a conta vem com o mesmo valor e não conseguimos negociar nada”, disse o empresário.

Davi Lopes reclama do valor da conta de energia elétrica mensal de mais de R$ 500,00. Ele alega que no Polo Industrial empresas que tem mais máquinas que ele pagam um talão de energia em torno de R$ 80,00. “ Não dá para entender. Nossa empresa tem pouco rendimento e empresas do mesmo ramo instaladas no pólo industrial com mais equipamentos a conta de energia não chega a R$ 100,00. Isso deveria ser avaliado pela Eletrobrás”, reclama.

Add a comment (0)