Assembleia dos trabalhadores em Educação delibera pela continuidade da greve em Cruzeiro do Sul

Assembleia dos trabalhadores em Educação, realizada no final da tarde desta terça-feira (07) no Auditório da Musical Importadora, manteve o movimento grevista que luta por aumento salarial e melhores condições de trabalho para professores e servidores do setor no Estado que, segundo o presidente do Núcleo do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac), estão desde 2012 sem nenhum aumento no salário base.

Os trabalhadores deliberaram pela manutenção da greve que paralisa um grande número de escolas estaduais na região, mas está enfrentando resistência de algumas escolas que não aderiram ao movimento e continuam normalmente com as aulas para não prejudicar os alunos que tiveram o ano letivo iniciado tardiamente e já estão com carga horária complementar.

Segundo Valdenísio Martins serão realizadas assembleias nestas escolas para conscientizar os trabalhadores da necessidade da luta e apesar do governador Tião Viana afirmar nos meios de comunicação que não haverá condição de aumento os trabalhadores estão descontentes e decididos a manter o movimento grevista até que o governo sinalize com a possibilidade de uma negociação. “ Se o governo diz que só vai sentar na mesa de negociação em Setembro, então os trabalhadores só voltam ao trabalho depois dessa negociação”, afirmou.

 

O presidente do Núcleo do Sinteac destaca que a assembleia é a única forma deliberativa da categoria decidir sobre os rumos do movimento e afirma que por enquanto está decidido pela manutenção do movimento por entender que o governo do Estado está pressionando a categoria para retornar ao trabalho, mas não dá nenhum sinal de melhorar a condição salarial om que significa um grande prejuízo para todos.

“Os trabalhadores em educação entendem a necessidade de permanência no movimento, mesmo a Secretaria de Educação fazendo um jogo adverso de desmobilização dos servidores. Entendemos que a Secretaria de educação está ameaçando e perseguindo os trabalhadores para desmobilizar o movimento. Mas, entristecidos alertamos que os que estão trabalhando depois vão receber os mesmos benefícios que os que estão na luta”, destacou.

Professores da comunidade da vila Santa Luzia, na zona rural de Cruzeiro do Sul, que pediram para não ser identificados, denunciaram que algumas das escolas que aderiram ao movimento grevista estão sendo pressionadas por representantes do governo do Estado para voltar as atividades.

Add a comment (0)

IEVAL realiza mais um vestibular de verão para os cursos de Ciências Contábeis e Administração

Uma faculdade de negócios que tem formado desde 2001 profissionais que atuam na Contabilidade e Administração de empresas e órgãos públicos na região do Juruá, o Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Vale do Juruá (IEVAL) realiza no próximo sábado (11) mais um Vestibular de Verão que abrirá vagas para os dois cursos que garantem muitas oportunidades no mercado de trabalho.

Presente do professor José Gonzaga, proprietário da Rede Gonzaga de Ensino Superior (REGES) por ocasião do centenário de Cruzeiro do Sul, a faculdade já formou centenas de profissionais que atuam no mercado de trabalho. Os trabalhos do IEVAL iniciaram no Instituto Santa Terezinha, depois foram transferidos para o Campus na Boca da Alemanha em 2004 e agora novamente funcionam no local do início.

“ Este é um local muito aprazível, confortável e com nível espiritual muito elevado, que facilita o aprendizado dos alunos, além de estar na área central da cidade. Temos professores de ótima qualidade para a boa formação dos acadêmicos e destaco que a nossa faculdade já formou a maioria dos contadores e administradores que atuam nas empresas, prefeituras e órgãos públicos da região”, destacou o professor Jaime Veiga.

Atual diretor da instituição o professor Jaime Veiga chegou a Cruzeiro do Sul para dar continuidade ao sonho do professor Gonzaga, um paulistano entusiasta do ensino superior, que implantou faculdades de negócios em vários estados brasileiros. Depois de conhecer o deputado estadual César Messias, em Rio Branco, Gonzaga topou sua proposta de implantar uma faculdade no segundo maior município do estado do Acre.

“ Entendo que os cursos que dão suporte aos negócios na região são os de Ciências Contábeis e Administração que com certeza já transformaram a realidade da economia do vale do Juruá. Nossa missão é com certeza formar profissionais éticos e responsáveis tecnicamente que precisam estar antenados nas normativas governamentais que se atualizam diariamente”, disse Veiga.

O diretor ressalta ainda que o IEVAL está com forças renovadas para iniciar o segundo semestre de 2015 e já tem turmas formadas, mas estará realizando mais um vestibular de verão para atender aqueles que não conseguiram participar do primeiro vestibular dando mais uma oportunidade a quem interessar se profissionalizar em cursos de grande potencial e informa inclusive que os interessados podem aproveitar a nota do Enem do ano passado.

“ Temos disciplinas importantes, ministradas de forma presencial com professores muito preparados. Gestão de Negócios, Contabilidade Internacional e Análise de Investimentos são disciplinas de fundamental importância para garantir os resultados das empresas que precisam dar lucro e realizar com segurança os investimentos. A missão do IEVAL é preparar profissionais que estejam tecnicamente capazes de tocar o trabalho e garantir lucros às empresas”, disse.

Para facilitar o registro profissional o IEVAL desde 2013 funciona como representante do Conselho Regional de Administração (CRA) para facilitar a legalização do profissional junto ao órgão fiscalizador para que possa exercer a profissão sem nenhum problema e amparado pela lei e as provas de acesso a carteira profissional da classe são realizadas na própria faculdade.

“ Hoje nenhuma empresa pode prescindir de um administrador. É uma exigência da lei que os profissionais estejam registrados no CRA e ressalto que grande maioria dos profissionais que trabalham nos escritórios, prefeituras e órgãos públicos da região foram formados pelo IEVAL e estão contribuindo com o desenvolvimento da região. Não dá mais para tocar um órgão público sem um contador habilitado”, afirmou.

Jaime Veiga destaca a realização de um Simpósio de Pesquisa nesta semana, em parceria com a Universidade Federal do Acre (UFAC), num momento histórico para acadêmicos e professores que vão apresentar trabalhos e pesquisas num intercâmbio muito importante para o crescimento e entrosamento que vai garantir troca de experiências e será uma experiência muito boa para acadêmicos e professores.

O diretor informa que a mensalidade dos cursos de Ciências Contábeis e Administração tem um valor de R$ 580,00 que é bem menor que o praticado em outros centros, mas destaca que para facilitar a faculdade garante uma bolsa de estudo que reduz este valor para R$ 300,00, o que torna acessível o pagamento para a maioria dos estudantes que vão ter um bom ambiente de estudos com professores de qualidade.

Veiga destaca ainda que as aulas presenciais são de fundamental importância para o aprendizado dos ensinos e avalia que a primeira graduação precisa ser com aulas presenciais para que o conhecimento possa ser sedimentado e garanta uma formação para facilitar a aprovação em concursos públicos como tem acontecido com a maioria dos alunos do Ieval que tem sido aprovados e se inserido no mercado de trabalho.

“ É como se o aluno fosse subindo uma escada, aprendendo e colocando as informações na sua mente. Se o cérebro não guardou isso adequadamente o profissional vem ter dificuldade no aprendizado porque mesmo nos cursos presenciais o aprendizado depende muito do aluno que precisa ter boa vontade para se dedicar ao aprendizado ”, disse.

Pós-Graduação

O diretor anuncia também que o IEVAL realizará neste próximo mês de Agosto uma Pós-Graduação de Contabilidade em Gestão Pública, para os profissionais que trabalham na rede pública e outra de Gestão Estratégica de Recursos humanos, que é uma área carente na região que ainda tem uma grande rotatividade de funcionários que gera uma grande despesa para o empresário com o pagamento de indenizações e o profissional de recursos humanos pode melhorar o nível das contratações na empresa.

“ No caso da pós-graduação já avaliamos que o ensino a distância funcionam porque o aluno já tem teve preparo na graduação e se ele tiver se interessado tem uma base. O aprendizado não depende apenas do professor, mas também muito do aluno. Não falo mal do ensino a distância, mas é preciso ressaltar que ainda existe uma grande diferença do ensino presencial”, finalizou o mestre.

Add a comment (0)

IFAC certifica 785 pessoas pelo PRONATEC nas regionais do Juruá e Envira

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre (IFAC) certifica nesta terça-feira, dia 23, mais 400 profissionais em cursos de formação inicial e continuada pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) na regional do Vale do Juruá. A solenidade de entrega dos certificados será às 19 horas no Centro Recreativo dos Policiais Militares de Cruzeiro do Sul - 6°BPM e reunirá agricultores familiares (Pronatec Campo), servidores públicos (Pronatec Serviços Públicos) e mulheres (Pronatec Mulheres Mil) dos municípios de Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima e Rodrigues Alves.

Na semana passada o Instituto Federal certificou 384 pessoas na regional Tarauacá-Envira. Equipe de gestores da instituição ofertante e de parceiros demandantes se deslocaram nos dias 18 e 19 de junho para as comunidades do Gregório e Acuraua para cerimônias com três turmas, outras 10 foram certificadas em Tarauacá no Teatro Potyguar e mais oito turmas participaram de solenidade no auditório do Cedup em Feijó. No campo e na cidade foram oferecidos 15 diferentes cursos.

Para a delegada do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) no Acre, Zenilda Barbalho de Lima, os cursos do Programa estão proporcionando uma revolução positiva para os agricultores familiares no Estado. “Conhecimento é algo permanente. Felizes os que souberam aproveitar essa oportunidade para melhorar seu negócio e consequentemente ampliar a produção de alimentos para toda a população”, comentou.

A coordenadora Geral do Pronatec no IFAC, Profª Alcilene Alves, reforçou em suas falas que o sucesso do Programa é a união de várias instituições governamentais e não-governamentais (como associações, cooperativas, sindicatos) e lideranças individuais também em prol da oferta de cursos o mais próximo possível da moradia dos participantes.

Homenagens

O Câmpus Tarauacá do IFAC é o mais novo da rede no Estado, mas já está bem entrosado com os arranjos locais. Para homenagear as pessoas que foram certificadas pelo Pronatec na regional, alunos e ex-alunos que integram o Coral do IFAC/Câmpus Tarauacá cantaram o Hino do município e encerraram as solenidades no campo e na cidade com uma brincadeira musical e interativa com a composição Cirandeiro (Cultura Popular). Antes o jovem aluno Aldaíso Kaxinauwá apresentou duas de suas próprias composições. O Coral é regido pela docente de Música, Prof.ª Cristiane de Bortoli.

Resultados

E a música também foi a forma encontrada pelos concluintes do curso de Suinocultor de Feijó agradecer a oferta do curso. Durante a cerimônia de certificação no município, a ex-aluna Maria das Dores Ciríaco de Lima puxou o coro com uma paródia alusiva ao sucesso da capacitação recebida.

O agricultor familiar Francisco José Costa Nascimento, presente na cerimônia em Feijó com dois de seus quatro filhos pequenos fez um depoimento que comprova a eficiência da formação. Ele é morador no projeto de assentamento (PA) Envira a 22 quilômetros de Feijó. Com a formação recebida no seu primeiro curso pelo Pronatec, o de Avicultor, ele se empolgou para construir um galpão de 8 metros e comprar 250 pintos caipirão. Oito meses depois ele já oferece para supermercados locais e para a merenda escolar (pelo Programa de Aquisição de Alimentos – PAA). O lucro ele tem reinvestido e já está construindo mais dois galpões. Imagina o que seu Francisco vai fazer agora com o conhecimento adquirido com o curso de Suinocultor que acaba de se certificar.

Add a comment (0)

Nova estratégia do PEE garante 100% dos royalties do Pré-Sal para educação

Plano foi aprovado na Comissão de Educação da Assembleia

 A Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Estado do Acre (Aleac) aprovou, por unanimidade, o parecer com as alterações propostas pelo relator, deputado estadual Daniel Zen, no texto do Plano Estadual de Educação (PEE). Dentre as novas estratégias destaca-se o item 19.1, que assegura que 100% dos Royalties oriundos do pré-sal, destinados ao Estado do Acre, sejam investidos exclusivamente em educação.

De acordo com o relator do Projeto de Lei, deputado Daniel Zen, a estratégia que assegura o investimento exclusivo dos royalties fixa uma nova fonte de recursos para a educação, o que é pré-requisito para todas as demais metas do plano.

“Além da ampla participação popular, esse é o grande diferencial deste PEE em relação aos dos demais estados, pois define uma nova fonte de recursos para financiamento das políticas educacionais a partir de sua vigência”, destacou Zen.

Durante a reunião a presidente da Comissão de Educação da Aleac, deputada Leila Galvão, agradeceu o empenho de todos os membros nos debates, reuniões temáticas e audiências públicas promovidas pela Comissão.

“Todos os deputados da Comissão trabalharam intensamente para garantir que o Plano Estadual de Educação 2015-2024 seja uma ressonância fidedigna do que a sociedade deseja”, disse a presidente Leila Galvão.

O deputado Jairo Carvalho parabenizou a comissão pela forma como conduziu os debates, garantindo a ampla participação popular através de audiências públicas e reuniões temáticas. “A Comissão de Educação demonstrou o tamanho do compromisso com o fortalecimento da educação no Estado do Acre”, falou o deputado Jairo.

O deputado Jesus Sérgio, que também é professor de carreira, destacou as metas e estratégias que valorizam os profissionais da área e parabenizou a equipe da relatoria e os funcionários da casa pelo empenho na conclusão do Plano para apresentação em tempo hábil.

“Ao todo, são 19 metas e 304 estratégias, estabelecidas com intuito de nortear o planejamento, a execução, o monitoramento e a fiscalização de políticas públicas educacionais no Estado do Acre, pelo período de 10 anos”, finalizou o relator Daniel Zen. 

Add a comment (0)