Início das aulas movimenta Cruzeiro do Sul

Inicio ano letivo Onofre-Brito5

Flaviano Schneider - Fotos: Onofre Brito

Com cerca de 17 mil alunos matriculados, as aulas nas escolas estaduais de Cruzeiro do Sul tiveram início hoje, o que provocou um intenso movimento nas ruas pela manhã. Nas 78 escolas – 24 urbanas e 54 rurais – além da oferta do Ensino Fundamental e Médio, acontecem os programas de correção de fluxo como o PEM (Ensino Médio) Poronga (Ensino Fundamental) e o Alfa 100 que é o programa de alfabetização, além do EJA (Educação para Jovens e Adultos).

Inicio ano letivo Onofre-Brito4

Diretor da Escola de Ensino Fundamental Tancredo de Almeida Neves deu as boas-vindas aos alunos.

“Hoje só fica sem estudar quem quer”, garante o coordenador do Núcleo de Secretaria de Educação e Esporte (NSEE), Charles André. Ele conta que o governo ainda financia o programa de formação de professores. O Centro de Educação Permanente (CEDUP) oferece diversos cursos superiores em parceria com a Universidade de Brasília (UNB).

Inicio ano letivo Onofre-Brito3

Charles André: “Só não estuda quem não quer”

O início do ano letivo já deveria ter acontecido, mas, segundo explicou, a grande enchente no Vale do Acre trouxe muitos problemas e o governo do estado decidiu envolver os servidores públicos em solidariedade aos desabrigados o que atrasos na liberação de editais. “Ainda temos 16 professores ausentes, mas eles têm 15 dias para aparecer” disse Charles.

Dom Henrique Ruth

A Escola Estadual de Ensino Médio Dom Henrique Ruth é a maior de Cruzeiro do Sul. Com 1.521 alunos matriculados, tem18 turmas de manhã e 18 à tarde. O Programa Especial de Ensino Médio, que funciona à noite, teve o número de turmas aumentado para nove. Segundo a diretora da escola, Cristina Ennes, a procura pelo Ensino Médio aumentou.

Inicio ano letivo Onofre-Brito2

Para a diretora, a estrutura atual da escola precisa se adequar ao crescimento. Ela aponta que só há uma sala de informática; são poucos computadores para atender os trabalhos utilizando novas tecnologias. O laboratório de Ciências também é limitado, segundo explicou.

Apesar de estar numa correria tremenda neste início de ano, resolvendo pequenos entraves em relação a alunos professores e pessoal de apoio, Cristina está otimista: “Temos a cada ano um novo desafio e pedimos saúde, paz e sabedoria para saber conduzir o destino destes jovens que estão sob nossa responsabilidade”.

Inicio ano letivo Onofre-Brito

Hoje também aconteceu a aula inaugural do Núcleo de Estudo de Língua (NEL), que funciona nas instalações do Centro de Educação Permanente (CEDUP). O NEL tem hoje 330 alunos matriculados nos cursos de Espanhol ou Inglês. Como contou Charles André, desde 2012, o estado oferece cursos de línguas estrangeiras.

Os estudantes, que precisam ser matriculados em alguma escola estadual, frequentam os cursos durante três anos, cumprindo três módulos: básico, intermediário e avançado. Para o coordenador, Cruzeiro do Sul tem grande potencialidade na área de turismo e o estudo de línguas se torna cada vez mais importante para inserção no mercado de trabalho.

Powered by Bullraider.com