Dia do Intérprete de Libras é comemorado

Libras 1

Rubiluci Almeida (Setor de Comunicação e Eventos do NSEE

“Viver no mundo do silêncio não é fácil. Nós intérpretes podemos com nossas mãos combater este silêncio e apresentar aos surdos, o mundo que eles não podem ouvir”, relatou Poliana Sarah, intérprete do Núcleo de Apoio Pedagógico a Inclusão (NAPI), na comemoração da manhã de sexta-feira (26), organizada no setor, em homenagem ao Dia do Intérprete de libras.

A coordenadora do Núcleo de Inclusão, Darcy Nicácio, parabenizou e agradeceu aos intérpretes pelo trabalho que desenvolvem no NAPI e nas escolas de Cruzeiro do Sul destacando que o importante é dar o apoio que estiver ao alcance para promover cada vez mais uma sociedade justa e digna para todos.

“Esses profissionais melhoram a comunicação entre as duas comunidades e estabelecem pontes que nos ajudam a superar barreiras. Nosso dever é contribuir para a inclusão e integração das pessoas com necessidades especiais da melhor maneira possível, seja ela qual for”, disse Darcy.

A ação do intérprete de libras é uma ferramenta riquíssima na integração e valorização das pessoas surdas, por isso, o maior aprendizado não vem apenas de um curso de Libras, mas principalmente do contato diário com a comunidade surda, conhecendo toda uma cultura que envolve o ser surdo, as leis que asseguram seus direitos, bem como, deveres de uma profissão.

A importância desse trabalho de inclusão faz com que o reconhecimento seja apenas uma forma para que esses profissionais possam mostrar aos jovens praticantes e seus familiares que todos são capazes independente das barreiras que irão encontrar.

 Em agradecimento alunos surdos abrilhantaram o evento com apresentações de teatro e dança, além de um vídeo produzido, retratando o papel dos intérpretes e suas características. No final foi saboreado um delicioso lanche.

 

Add a comment (0)

Em assembleia professores decidem voltar as aulas nesta quinta-feira

Sinteac assembleia1

A greve dos professores e trabalhadores em educação, que já durava mais de um mês, chega ao fim depois de uma assembleia realizada no auditório do Núcleo da Coordenação de Educação de Cruzeiro do Sul, na manhã desta quarta-feira (24) onde depois de intensos debates ficou decidido pelo fim do movimento grevista.

A categoria conseguiu emplacar apenas duas reivindicações pleiteadas junto ao governo do Estado, que alegou falta de recursos para atender o aumento pleiteado por categoria. Os profissionais decidiram pela volta as aulas numa votação muito apertada que teve a diferença de apenas 13 votos para o retorno ao trabalho nesta quinta-feira (25).

Depois dos debates o presidente do Núcleo do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinteac), professor Valdenísio Martins colocou a votação na pauta da assembleia e 129 votos professores votaram a favor da volta ao trabalho e 113 contra.

Segundo informações alguns diretores das escolas cruzeirenses já tinham decidido retornar ao trabalho, mesmo antes da decisão da assembleia. O resultado da votação mostra que categoria está dividida e a diretoria do Núcleo do Sinteac ressalta que suas decisões sempre vão ser pautadas pelo caráter democrático com decisão da classe.

Nos municípios de Mâncio Lima e Rodrigues Alves os professores já tinham retornado as aulas para que os alunos não ficassem mais prejudicados ainda e porque o governo não sinalizou o aumento de 15% pleiteado pelo sindicato. Valdenísio Martins garante que a luta continua e as negociações vão ser mantidas.

Os professores paralisaram as aulas reivindicando aumento de 15%, equiparação do salário de efetivos e provisórios, reformulação do Plano de Cargos e Salário (PCCR), concurso efetivo para o cargo de professor e funcionários das escolas e o pagamento da VDP para professores da zona rural e professores provisórios.

 

Add a comment (0)

Escolas cruzeirenses estão entre as dez finalistas do Prêmio Gestão Escolar 2013

Escolas 1

Rubiluci Almeida (Setor de Comunicação e Eventos do NSEE).

Faltam poucos dias para que o Acre conheça a escola referência em gestão escolar do Estado. A grande cerimônia de premiação está prevista para o dia 1º de agosto, onde será escolhida a grande campeã do Prêmio Gestão Escolar 2013.

Duas escolas cruzeirenses, Maria de Nazaré  Lima e Valério Caldas de Magalhães estão entre as dez finalistas que possuem excelentes práticas de gestão que podem servir de exemplo e inspiração.

A gestora da Escola Maria de Nazaré Lima, Milena Pinheiro de Oliveira, conta que participar do Prêmio Gestão Escolar é contribuir para o avanço do processo de gestão, a qual irá refletir no sucesso de aprendizagem dos estudantes.

“Estou muito alegre por ser escolhida entre as dez finalistas do Estado do Acre. Essa vitória premia toda a união entre a comunidade escolar e a sociedade no entorno da escola”, comemorou.

Realizado no Acre desde 2005, essa é a 14ª vez que acontece a premiação das escolas públicas estaduais e municipais, realizada pelo Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed).

O evento é realizado em parceria com as secretarias estaduais de Educação e conta com a iniciativa conjunta da União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), da UNESCO e da Fundação Roberto Marinho.

A meta do Consed de aumentar o número de inscrições em relação à edição passada registrou cerca de nove mil inscritos, um aumento significativo em relação a edições anteriores.

Desde sua primeira edição, já foram realizadas 34.232 inscrições. Os participantes são avaliados em quatro dimensões de gestão: pedagógica, participativa, de pessoas e liderança e de infraestrutura.

Finalistas

Conheça um pouco do perfil das duas escolas cruzeirenses finalistas:

Escola de Ensino Infantil Maria de Nazaré Lima

É a quinta vez que a escola estadual de Ensino Infantil Maria de Nazaré Lima participa do Prêmio Gestão Escolar. Iniciou suas atividades em 1985 e está localizada na Rua Félix Gaspar, nº 31, bairro da Baixa, no centro do município de Cruzeiro do Sul, atende 119 alunos, sendo 70% dos bairros periféricos e 30% dos alunos provenientes do centro da cidade, caracterizando-a como uma comunidade plural, onde a classe predominante é a de pouco potencial econômico. Entre os projetos interessantes desenvolvido na escola está o “Brincando e Aprendendo com Jogos Numéricos”, confeccionados com materiais reciclados, em parceria com os pais, alunos e professores.

Escola Valério Caldas de Magalhães

A Escola Valério Caldas de Magalhães situada à Rua Boulevard Thaumaturgo, nº267, está localizada no centro da Cidade de Cruzeiro do Sul, foi inaugurada em 28 de setembro de 1968. É uma escola exclusiva de JOVENS E ADULTOS, funcionando os três turnos com Ensino Fundamental e Médio, atendendo 17 turmas de EJA e 01 turma de PORONGA, com um total de 845 alunos oriundos principalmente dos bairros periféricos da cidade, talvez devido à modalidade de ensino que é oferecida, pois a Educação de Jovens e Adultos é destinada a alunos que não tiveram oportunidade de estudar na idade apropriada, além do que, a maioria dos discentes é de classe médio-baixa, filhos de pais desempregados e com pouca instrução. Há alunos que são pais e mães de famílias construídas, empregados que buscam no ensino um caminho para um aprimoramento de suas relações profissionais e familiares.

Entre os projetos de maior destaque está o “Aprendendo, Transformando e Descobrindo Talentos”, o qual foi desenvolvido trabalhos de conscientização e doação de 45 bolsas de sangue para o Hemonúcleo e arrecadação de 651 (seiscentos e cinquenta e um) quilos de alimentos, sendo confeccionadas 21 (vinte e uma) cestas básicas, que foram divididas entre alunos e funcionários. Além das cestas, um total de 80 (oitenta) sacos de leite de 400g, 12 (doze) latas de Nescau e biscoitos foram doados para o Abrigo Novo Lar.

A premiação

As escolas representantes dos Estados e do Distrito Federal recebem o diploma de destaque estadual/distrital e R$ 6 mil. As seis escolas finalistas, além do diploma de destaque nacional, recebem R$ 10 mil cada. A primeira colocada ganha R$ 30 mil e o título de Referência Brasil. Os prêmios em dinheiro não são cumulativos. Os diretores de todas as instituições de ensino selecionadas para representar seus estados também são contemplados com uma viagem de intercâmbio para os Estados Unidos.

Mais informações: www.premiogestaoescolar.com.br

 

Add a comment (0)

Em assembleia professores e servidores da Educação decidem manter greve e realizar manifestação

Greve educação 1

Depois de mais uma assembleia realizada no auditório do Núcleo da Coordenação de Educação de Cruzeiro do Sul, na manhã desta quarta-feira (10) os professores e servidores da Secretária de Estado de Educação e Esportes (SEE) decidiram permanecer em greve por tempo indeterminado porque não houveram avanços nas negociações.

O presidente do Núcleo do Sindicato dos Trabalhadores em Educação, professor Valdenísio Martins, enfatizou que as negociações foram suspensas e convocou a classe para uma manifestação pelas ruas do centro da cidade até a ponte da União na próxima sexta-feira (12).

Valdenísio Martins convocou também os pais de alunos à participarem da manifestação para fortalecer o movimento que deixa 22 mil alunos sem aulas e prejudica o andamento do ano letivo pela decisão do governo do Estado que garante não ter condições financeiras de dar o aumento pleiteado pela classe em 2013.

“Estamos pedindo o apoio e convocando os pais de alunos para dar mais força ao nosso movimento. A culpa da paralização das aulas não é dos professores nem do Sinteac, mas da decisão do governo do Estado que não atendeu a reivindicação da classe que luta por melhores salários e condições de trabalho”, avaliou o sindicalista.

Add a comment (0)