Equipe do Núcleo da SEE visita comunidades do Rio Liberdade

Nucleo Educação 1 rrrr

As visitas geram maior interação com a comunidade rural e promove conhecimento das práticas educacionais desenvolvidas nas áreas mais isoladas

Uma equipe do Núcleo da Secretaria Estadual de Educação e Esporte de Cruzeiro do Sul, composta pelo Coordenador de Educação, Zequinha Lima, Gestor do Ensino Rural, Altaniro Almeida, um dos Coordenadores da modalidade Asas da Florestania, Clodoaldo Silva e o Coordenador da Merenda Escolar, Janilson Azevedo, realizou durante toda a semana visitas as comunidades do Rio Liberdade para anúncio da construção de cinco escolas nos povoados do Monteiro, Forquilha, Tristeza e Passo da Pátria.

De acordo com Zequinha Lima a construção dessas escolas faz parte da estrutura da rede Estadual de Ensino, que visa acabar este ano com todos os anexos das áreas rurais do Rio Liberdade, indo ao encontro da política nacional que, busca atingir um nível elevado de ensino a todas as crianças e jovens da região.

"Precisamos garantir condições dignas de trabalho para nossos professores e estimular a educação dos jovens na zona rural, pois só com a educação terão melhores oportunidades em seu futuro. Com essas novas escolas estaremos ampliando as vagas na região e ao mesmo tempo dando a possibilidade dos pais terem um local seguro para deixar os filhos enquanto estiverem trabalhando e expandindo autonomia financeira a essas comunidades", destacou.

O representante da comunidade Tristeza, José Orclei Pinheiro, mais conhecido como Côco, afirmou que antes não era possível os filhos estudarem perto de suas famílias por várias questões, inclusive financeira, o que representava atraso para a comunidade. "Nossos filhos não tinham a possibilidade de voltar e nos ajudar no desenvolvimento da região e na troca de novos conhecimentos", relatou.

O gestor da Escola Joaquim Nogueira, Albecir Brito da Silva, na Comunidade Monteiro, parabenizou o coordenador Zequinha Lima pela presença da comunidade. "É muito importante para nós receber a equipe do núcleo da SEE, pois temos a oportunidade de falar das nossas necessidades relacionados à educação. A construção das escolas nos anexos é fruto de uma reivindicação justa e organizada em uma visita feita pela equipe no ano de 2011. Hoje, estamos colhendo os frutos dessa conversa feita no passado não muito distante", disse.

A professora Angélica de Miranda Lopes, da comunidade Forquilha, enfatizou que a reunião foi desenvolvida de forma democrática. "Ouvimos e fomos ouvidos. Saímos daqui conscientes da preocupação do governo do Estado, juntamente com a Secretaria de Educação em proporcionar ensino de qualidade e oferecer melhor estrutura às escolas da rede estadual nessas áreas tão distantes", disse.

A Rede Estadual de Ensino atende na região, através da modalidade Asas da Florestania, Fundamental e Médio 110 alunos, nas Salas Multiseriadas - 1º ao 5º ano - 308 alunos e através do EJA I e II 128 alunos, totalizando 545 discentes atendidos no Alto Rio Liberdade. Serão investidos recursos na construção de escolas com duas salas de aula, cozinha, refeitório, banheiros e varandas, através de parcerias que contribuem para o avanço contínuo na educação da zona rural.

Rubiluci Almeida- Setor de Comunicação e Eventos do NSEE - Fotos: Rubiluci Almeida

 

Add a comment (0)

Serviço de massagem é oferecido para servidores do Núcleo de Educação

Massagem 2

O setor de humanização do Núcleo da SEE inovou mais uma vez oferecendo durante esta semana na repartição, de 1º a 03 de Abril, massagem para os servidores com os aparelhos da empresa paranaense Estetic Fisio, que chegou a Cruzeiro do Sul para a venda de seus produtos.

As massagens oferecem benefícios aos sistemas muscular, vascular, nervoso e estético, destacando-se o relaxamento dos músculos, a melhoria nas frequências respiratória e cardíaca, além da diminuição da ansiedade e irritabilidade através das sensações tranquilizantes que os aparelhos proporcionam.

“As atividades fazem parte do Projeto “Qualidade de Vida no Trabalho” voltado para garantir a saúde de todos que trabalham aqui, oferecendo serviços que contribuam à melhoria da qualidade de vida, como forma de manter a saúde e o bem-estar no dia a dia do servidor, da família e da comunidade”, afirmou Márcia Sulamita, do Setor de Humanização e Inovação.

Entre os funcionários que participaram das massagens a servidora Mercês Silva, do setor da Gestão Rural, compartilhou a experiência: “Vale a pena dedicarmos alguns minutos no trabalho para um relaxamento, pois no dia a dia não sobra tempo para atividades que contribuem para a melhoria de nossa saúde. Os aparelhos são muito bons e até adquiri um para dar continuidade em casa”, salientou.

Para a funcionária Maria José Matos, que trabalha na recepção do Núcleo de Educação, momentos como esses ajudam no desempenho do trabalho. “ No momento da massagem você consegue relaxar e perceber que todas as células atuam como uma coisa só, mantendo o equilíbrio emocional, enfrentando melhor o meu dia a dia”, disse.

Segundo Maria José a massagem é indispensável na vida e no trabalho, porque proporciona alongamento/relaxamento e, ao mesmo tempo, fortalece a musculatura. “ Vimos que os aparelhos trazem de maneira bem individualizada, respeitando os limites físicos e emocionais de cada um, inúmeros benefícios”, disse Rubiluci Almeida, funcionária do setor de Comunicação e eventos.

Cientificamente é comprovado que as pessoas que praticam esporte e massagem regularmente adoecem menos, manifestam mais vitalidade, equilibram suas emoções e percebem suas mentes mais claras e lúcidas. A prática pode ser considerada um consultório para a vida, no qual o praticante é estimulado a desenvolver uma atitude mental centrada e observadora.

O representante da empresa Estetic Fisio, Cleverson Ricardo Pereira, destacou que os produtos podem ser instalados em repartições públicas, em salões de estética, em casa, oferecendo conforto, bem-estar e garantia dos produtos. Interessados entrar em contato pelo telefone (068) 8111-1273.

Rubiluci Almeida (Setor de comunicação e Eventos do NSEE).

 

 

Add a comment (0)

IFAC percorre o Vale do Juruá e Feijó firmando parcerias para a expansão do Pronatec

spronatec cruzeiro do sul

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre – IFAC está preparando a expansão da oferta de cursos pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego – Pronatec e pelo Pronacampo na região do Vale do Juruá e Feijó. Durante toda a semana, equipe da Coordenação do Pronatec e a Direção Geral do Câmpus Cruzeiro do Sul visitam prefeitos e gestores da extensão rural para organizar a oferta de 27 cursos capacitando gratuitamente 790 pessoas, num investimento estimado em R$ 1,5 milhão. Para o segundo semestre a previsão é a totalização de R$ 3,2 milhões na geração de 1.640 vagas distribuídos em mais 31 cursos só no Vale do Juruá e Feijó.

O Pronatec é um programa especial ligado ao Brasil sem Miséria. Municípios, através dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), o Estado através da Secretaria de Estado de Educação são os principais demandantes. Já o Pronatec Campo tem a demanda organizada pela delegacia do Ministério do Desenvolvimento Agrário – MDA, tendo no Acre como principal parceiro a Secretaria de Estado de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar – Seaprof, dialogando também com os conselheiros do Território da Cidadania e os Sindicatos dos Trabalhadores Rurais.

“Cada demandante promove seu edital para selecionar os alunos, que atendem as famílias atendidas pelo Cadastro Único, os jovens do ensino médio das escolas públicas e os agricultores familiares, por exemplo”, explica a coordenadora Geral do Pronatec no IFAC, Profª Myrna Cunha.

Os cursos que estão sendo oferecidos pelo IFAC no Pronatec são gratuitos, na modalidade Formação Inicial e Continuada – FIC, com 200 horas (cerca de 3 meses). Os professores destes cursos são selecionados através de edital e cumprem contratos temporários recebendo em R$ 50,00 a hora/aula. “Primamos pelos profissionais e damos preferência que os docentes sejam dos próprios municípios que ofertamos os cursos”, conta o diretor Geral do IFAC/Câmpus Cruzeiro do Sul, Prof. Cristiano Ferreira.

Considerando o perfil dos alunos, o programa ainda garante o auxílio estudantil, cerca de R$100,00 por mês como auxílio alimentação para cada discente.

“Dialogamos com os gestores e com os agentes sociais dos municípios porque a escolha dos nossos cursos acompanham os arranjos produtivos locais. Desta forma, o capacitado tem acesso mais rápido ao mundo do trabalho”, explica Profª Myrna Cunha.

Planejamento

Este ano o IFAC prevê três etapas de cursos pelo Pronatec. Os primeiros já foram pactuados e a seleção dos alunos e pré-matrículas pelos demandantes já iniciaram. Já os cursos para a segunda e terceira fase estão sendo escolhidos pelos parceiros. “Nosso objetivo é ministrar cursos que estejam de acordo com as necessidades de cada regional”, reforça a coordenadora.

Nesta quarta-feira, dia 13 de março, pela manhã a Profª Myrna Cunha, que também é Diretora de Projetos Especiais da Pró-reitoria de Ensino do IFAC, esteve com a coordenadora geral adjunta do Pronatec, Profª Ana Carla Arruda, o Diretor Geral do Câmpus Cruzeiro do Sul, Prof. Cristiano Ferreira e o coordenador adjunto do Pronatec em Cruzeiro do Sul, o pedagogo Ronelson Castro, com o prefeito de Cruzeiro do Sul em exercício, Mazinho Santiago, e a equipe interlocutora do Pronatec pelo CRAS para esclarecer todas as dúvidas sobre as atividades ofertadas pelo IFAC. “Este programa nacional e as atividades do IFAC são muito bem vindas em Cruzeiro. Podem contar conosco para as parcerias. Precisamos capacitar o nosso povo para que siga com seus próprios pés”, elogiou o executivo municipal. Assuntos da diretoria de Projetos Especiais como possíveis parceria para o Certific Pesca, também foram abordados.

Ainda pela manhã, o grupo se reuniu com extensionistas da Seaprof e da Emater e o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Cruzeiro. A reunião aconteceu no escritório local da Seaprof e foi coordenada pela delegada do MDA-AC, Zenilda Barbalho, sobre o Pronatecampo. Um dos pontos mais debatidos foi a oferta do curso de Operador de Máquinas Agrícolas.

Na parte da tarde desta quarta-feira, a mesma equipe do IFAC foi recebida pelo prefeito de Rodrigues Alves, Francisco Ernilson de Freitas. O acompanhavam a secretária de Assistência Social, Mônica Freitas, o secretário de Educação, Manuel Orleilson, e o vereador Darimar Rocha da Silva. Animados com a proposta de expansão dos cursos, eles manifestaram interesse também na capacitação das famílias que produzem os alimentos da merenda escolar e na capacitação de profissionais para o atendimento às creches. Sobre os cursos já firmados eles comemoraram, especialmente o de piscicultura. “Temos 84 comunidades rurais, 75% de nossa população, distribuídas em mais de mil quilômetros de ramais. Só para a piscicultura temos um cadastro estimado de 300 pessoas”, contou o prefeito.

Ainda em Rodrigues Alves, a equipe também se reuniu com a representação do MDA com os extensionistas da Seaprof. Eles contaram sobre as produções familiares como a farinha, a banana, o abacaxi e a extração de óleos e as condições da região. A extensionista D. Neusinha, com seus mais de 30 anos na área, fez várias considerações como a escolaridade dos moradores e a necessidade de cursos, por exemplo, na área da segurança alimentar. A coordenadora do Pronatec, Prof. Myrna Cunha elogiou a mobilização dos extensionistas da Seaprof. “Nós extensionistas somos a ponte entre o agricultor e a burocracia”, explicou D. Neusinha.

Na quinta-feira pela manhã, a equipe do Câmpus Cruzeiro do Sul e da coordenação do Pronatec foi recebida pelo prefeito de Mâncio Lima, Prof.Cleidison de Jesus Rocha e o vice vice-prefeito, Prof. Eriton Maia de Macedo. Eles destacaram a importância de se caminhar juntos para buscar melhorias para a população. Na oportunidade, o diretor Geral do Câmpus Cruzeiro do Sul, Prof. Cristiano Ferreira, solicitou aos gestores municipais auxílio na resolução do horário do transporte que leva os 15 alunos de Mâncio Lima para os cursos noturnos do IFAC na cidade vizinha.

Em Mâncio Lima a equipe do IFAC, acompanhada da delegada do MDA, Zenilda Barbalho, passaram orientações sobre o Pronatecampo para os servidores da Seaprof.

A tarde, o grupo foi recebido pelo prefeito de Tarauacá, Dr. Rodrigo Damasceno Catão, e pelo secretário de Assistência Social, Antônio Araújo. Eles discutiram sobre as ofertas de cursos pelo Pronatec a partir do próximo mês, e sobre a expectativa da instalação de um Câmpus em Tarauacá.

“A capacitação de nosso povo é nossa prioridade, e sabemos que em todos os sentidos o IFAC irá ajudar a movimentar a economia do município e consequentemente melhorar o nosso IDH”, disse Dr. Rodrigo.

Encerrando as visitas aos municípios que serão atendidos pelo IFAC com o Pronatec na região, aconteceram reuniões na sexta-feira reuniões com os extensionistas do Seaprof de Tarauacá e de Feijó.

Assessoria

Add a comment (0)

Curso de Design em parceria com politécnica de Milão apresenta resultados positivos

Milão 1

 

 

A primeira-dama Marlúcia Cândida e o governador Tião Viana avaliaram os resultados obtidos após a conclusão do curso de Design em parceria com a politécnica de Milão

 A primeira-dama Marlúcia Cândida e o governador Tião Viana avaliaram nesta quinta-feira, 28, os resultados obtidos após a conclusão do curso de Design em parceria com a politécnica de Milão. Participaram da reunião de avaliação o diretor-presidente do Instituto Dom Moacyr (IDM), Marco Brandão; o diretor regional do Senai, César Dotto; o diretor do Sebrae, João Fecury; diretora técnica do Sebrae, Elizabeth Monteiro, e o secretário de Desenvolvimento Florestal, da Indústria, do Comércio e dos Serviços Sustentáveis (Sedens), Edvaldo Magalhães.

Marco Brandão observou que o curso a princípio surgiu para ser uma formação de qualificação na área de design para apoiar e auxiliar na melhoria da qualidade dos produtos que são desenvolvidos por micro e pequenas empresas na área de móveis.

"Só que deste curso saíram coisas muito maiores. Além dos móveis e as pessoas formadas, foi construído um outro olhar que caminha para oferta de cursos em todo o estado. Em 2012 foram ofertadas mais de 300 vagas de cursos na área de design e vamos ofertar mais de 400 vagas nos próximos meses e agora caminhamos para a construção de uma escola de designers de comunicação, moda, entre outras", acrescentou o diretor-presidente do IDM.

 

Marlúcia Cândida disse que a avaliação do curso foi positiva e lembrou que para isso foi muito importante o apoio do Sebrae, Federação das Indústrias, do Instituto Dom Moacyr e do Politécnico de Milão

 

Marlúcia Cândida disse que a avaliação do curso foi positiva e lembrou que para isso foi muito importante o apoio do Sebrae, Federação das Indústrias, do Instituto Dom Moacyr e do Politécnico de Milão. "Estamos encerrando a capacitação de 28 alunos e preparando uma exposição, para quem sabe em abril a gente possa mostrar para o Acre e para o mundo aquilo que foi produzido aqui, com apoio dessas instituições", frisou a primeira-dama.

Elizabeth Monteiro ressalta que o resultado do curso foi surpreende também porque o projeto foi um sonho e ao chegar ao final o resultado visto deixou as instituições que estão envolvidas realizadas.

Agência de Notícias do Acre - Nayanne Santana - Fotos: Gleilson Miranda/Secom

 

Add a comment (0)