Ceflora e IDM certificam 19 alunos da primeira turma do Curso Técnico e Suporte em Informática

Primeira turma de formandos do curso de Técnico e Suporte em Informática do Ceflora do Juruá

A primeira turma de 19 formandos do Curso Técnico e Suporte em Informática, ministrado pelo Instituto Dom Moacir (IDM) no Centro de Educação Profissional e Tecnológica do Juruá (CEFLORA) foram certificados numa solenidade na noite desta sexta-feira (10) realizada no auditório da Coordenação de Educação do Vale do Juruá. A colação de grau foi presidida pela diretora presidente do IDM, professora Rita Paro e prestigiada por autoridades e familiares.

Prestigiaram a colação de grau o coordenador de Educação do Estado no Juruá, professor Charles André, que representou o Secretário de Estado de Educação, Marcos Brandão, o vereador Valdemir Neto, o gerente da Unidade do Serviço Social do Comércio (Sesc), Esaú Melo, a presidente do Conselho de Diretores do Juruá, professora Cristina Enes e o coordenador Regional Central do IDM, Roberval.

Momentos solenes da formatura: o diretor do Ceflora Juruá confere o grau de técnico a formanda que representou a turma; o juramento foi prestado de forma solene e a oradora oficial em seu discurso agradeceu e elogiou o trabalho do IDM e do Ceflora e dos mediadores. Em momento de descontração ela  lembrou momentos felizes vividos pelos alunos como o perfume do mediador Nicolau e o quibe duro da cantina.

Diretor do Ceflora concede o grau a formando em nome dos demais

oradora oficial discursa em nome da turma

Juramento solene dos formandos

O primeiro Curso Técnico e Suporte em Informática, realizado com recursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) que foi idealizado pela presidente Dilma Roussef para garantir a formação e qualificação técnica da juventude brasileira. O programa atendeu em 2014 mais de 4,6 milhões de jovens. Em 2015 serão investidos R$ 14 bilhões com expectativa de ampliar o número de inscrições para 8 milhões.

Diretor do Ceflora do Juruá, Raimundo Evilásio

O diretor do Ceflora do Juruá, Raimundo Evilásio, parabenizou os formandos da primeira turma de um curso técnico, através do Pronatec realizado pela instituição ao ressaltar que já são milhares de jovens atendidos na Formação Inicial e Continuada (FIC) sendo a formatura motivo de muita satisfação pela concretização de um trabalho que com certeza garante a devida formação técnica e uma vaga no mercado de trabalho.

Raimundo Evilásio destaca que atualmente todos os cursos ofertados pelo Ceflora são pelo Pronatec que já ofertou no Acre mais de 42 mil sendo mais de 5 mil vagas em cursos técnicos. No vale do Juruá o Ceflora oferece 1.275 vagas para cursos técnicos com um aproveitamento muito bom, cumprindo a meta do Governo Federal de ocupar os jovens em tempo integral. Os jovens estudam o Ensino Médio pela manhã e o curso técnico na parte da tarde.

“ Os jovens que estudam em tempo integral tem mais facilidade para entrar no ensino superior. Nesta turma de 19 alunos já temos sete na faculdade. No Ceflora tem outras 18 turmas concluindo cursos técnicos e neste ano ainda teremos sete formaturas nas áreas de Turismo, Gestão (Técnico em Serviço Público, Jurídico e Administração, na área de Informática (Técnico de Internet ) e também de Agropecuária e Floresta, entre outros”, disse.  

Diretora do Instituto Dom Moacir, professora Rita Paro, prestigiou a solenidade de formatura

A diretora presidente do IDM, Rita Paro, parabenizou os formandos, a direção do Ceflora e os mediadores pela conclusão do curso e pela formatura ao avaliar como de muita importância para a juventude brasileira a implantação do Pronatec que mostra a seriedade e o compromisso do governo da presidente Dilma Roussef com a formação da juventude que pode através do estudo garantir um futuro melhor.

“ Acredito primeiramente que a formação técnica garante uma qualificação profissional que vai garantir vaga no mercado de trabalho aos jovens acreanos certificados que podem trabalho no Estado ou outro lugar do país, fruto de um trabalho sério . O governo do Estado do Acre, através do IDM que está instalado nos 22 municípios do Acre qualifica os jovens oferecendo cursos nas áreas de saúde, enfermagem, florestas, serviços e artes”, disse.

Rita Paro destaca também que o IDM está concluindo a qualificação de 2.300 jovens que vão trabalhar no Call Center em Rio Branco, selecionados para fazer a formação de operador de telemarketing e serão inseridos no mercado de trabalho. “ O Pronatec é um programa de sucesso do governo Federal que o governador Tião Viana abraçou e ao longo dos anos já formou mais de 75 mil pessoas. Estamos no rumo certo fazendo a formação do nosso povo”, disse.

Cristian Costa parabenizou o Ceflora e elogiou a qualificação dos mediares

O formando Cristian Costa parabenizou o IDM pela realização do curso que contou com bons mediadores e a excelente estrutura do Campus do Ceflora. “ Entrei no curso por uma iniciativa da escola e aproveitei porque já tinha uma vontade de trabalhar nesta área. Tivemos uma boa formação, nossos mediadores fizeram um bom trabalho e estou muito feliz pela conclusão do curso que foi longo mais teve um bom resultado”, disse.  

A formanda Luana quer se especializar ainda mais na área

Maria Luana da Silva Araújo, que atualmente está fazendo o curso de Letras, no Campus Floresta, da Universidade Federal do Acre (Ufac) ressalta que ainda não trabalha na área de Informática, mas pretende se especializar ainda mais. Ela avalia que o curso foi de muita qualidade ao elogiar a capacidade da equipe de mediadores e a estrutura do Ceflora. “ Está sendo uma boa realização pessoal concluir este curso”, disse.

O mediador Nicolau Antun Filho foi escolhido Paraninfo da turma

O mediador Nicolau Antun Filho, escolhido como Paraninfo da turma, parabenizou os formandos e as instituições IDM E Ceflora pela grande realização que garante qualificação profissional aos estudantes. “ Este é um momento importante na vida de cada um de vocês e meu conselho é que trabalhem com ética e honestidade. Este é só um começo e com certeza vocês serão brilhantes profissionais”, disse.

Charles André, Coordenador de Educação do Estado no Juruá, parabenizou os formandos pela conquista

O coordenador de Educação do Estado no Vale do Juruá, Charles André, parabenizou o governo do Estado, através da diretora presidente do IDM e do gerente do Ceflora e também aos formandos que deram mais um passo para sua profissionalização ao justificar a ausência do Secretário de Estado de Educação, professor Marcus Brandão, que não pode participar da solenidade por motivo de agenda em Brasília.

“ Nosso Governo valoriza os nossos jovens que precisam aproveitar a iniciativa dessas instituições para garantir mais conhecimento para seu currículo. A qualificação profissional tem grande valor para sua vidas e com certeza essa qualificação vai garantir uma vaga no mercado do trabalho, principalmente por ser a primeira turma de técnicos em informática formados em Cruzeiro do Sul”, disse.

O vereador Valdemir Neto parabenizou os formandos e destacou os avanços dos governos do presidente Lula e da presidenta Dilma que garantem benefícios aos jovens e a população

O vereador Valdemir Neto destacou que nunca no Brasil a população e a juventude foram tão valorizadas quanto nos governos do presidente Lula e da presidenta Dilma Roussef que implantaram programas sociais de grande alcance que tem melhorado a vida do povo. “ Em outros tempos no Brasil, não tinha FIES, nem bolsa família e nem o Pronatec que representam grande avanços para o povo brasileiro”, disse.

Formandos recebem o certificado das mãos da autoridades

 

Add a comment (0)

Técnicos Administrativos do Campus Floresta fazem paralisação de alerta para reabertura de negociação salarial e contra debates do PL 4.330 no Congresso Nacional

Cerca de 27 Técnicos Administrativos do Campus Floresta, da Universidade Federal do Acre (Ufac) já aderiram a manifestação proposta pela Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores em Educação das Universidades Brasileiras (Fasubra) que propôs paralisação de advertência nos dias 07, 08 e 09 de Abril para chamar atenção do governo Federal sobre a necessidade de iniciar as negociações salariais com os trabalhadores e também em protesto ao debate do Projeto de Lei (PL) 4.330 no Congresso Nacional.

O técnico Administrativo Marcelo Muniz enfatizou que apesar de não ter uma representação do sindicato da categoria no Campus Floresta os técnicos administrativos decidiram aderir a manifestação que além de alertar para a necessidade de reiniciar as negociações quer pressionar o congresso Nacional ao arquivamento da PL 4.330, além de outros, que prejudicam os trabalhadores.

“ Estamos dando nossa contribuição ao cumprimento do calendário de atividades proposto pela Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores em Educação das Universidades Brasileiras (Fasubra) que propôs três dias de manifestação com paralização para que possamos retomar as negociações com o governo Federal com relação as pautas dos trabalhadores em educação”, disse.

A outra reivindicação e protesto dos servidores das universidades federais é a discussão e votação na Câmara Federal do PL 4.330 que se refere a terceirização dos serviços púbicos considerada uma grave ameaça a todos servidores públicos que repudiam as decisões do governo Federal que tiram direitos da classe trabalhadora numa grande afronta aos direitos adquiridos.

“ Nesse primeiro momentos os temas em discussão e razão da manifestação são a retomada das negociações e a PL 4.330. A percepção que temos dos anos anteriores é que não houve avanços significativos nem ganhos real das reivindicações de nível nacional, apesar de que nas negociações a nível local terem havido alguns avanços. Apesar de não termos representação sindical em Cruzeiro do Sul os técnicos resolveram aderir ao movimento”, afirmou.

Segundo Marcelo Muniz a prestação dos serviços técnicos administrativos aos universitários do Campus Floresta está suspensa, mas alguns casos considerados de urgência e especiais serão atendidos para não prejudicar os estudantes. “ As demais demandas estão paralisadas, por enquanto a pauta de reivindicações são essas duas e estamos na luta para dizer que estamos vivos”, disse.

A paralisação iniciou na manhã de terça-feira (07) onde o atendimento administrativo foi suspenso. Na manhã desta quinta-feira (09) será realizada no Teatro do Campus Floresta uma palestra sobre as pautas da manifestação que segundo o representante dos técnicos administrativos é de advertência, mas dependendo dos resultados poderá se tornar um movimento grevista maior para pressionar que o governo Federal atenda as reivindicações.

O diretor do Campus do Instituto Federal do Acre (IFAC), professor Marcondes Nicácio, informou que as atividades continuam normais e os técnicos administrativos não aderiram a manifestação.

 

Add a comment (0)

Professores que atuam no ensino especial fazem curso em Cruzeiro do Sul

“O ensino especial começou em 1999, com 34 alunos, e hoje tem 6.743”, diz Úrsula (Foto: Onofre Brito)

O Núcleo da Secretaria de Educação e Esporte (NSEE) em Cruzeiro do Sul está realizando um curso de formação para os professores do atendimento educacional especializado e para auxiliares educacionais, que são os profissionais que acompanham os alunos com deficiência nas escolas.

O curso, com 80 participantes, terá três semanas de duração. Há uma turma de professores se especializando em altas habilidades e superdotação e outra em deficiência visual, além de duas turmas de auxiliares educacionais.

A coordenadora do Ensino Especial da SEE, Úrsula Maia, está na cidade para acompanhar a formação. Ela explica que o objetivo é fazer com que esses profissionais atuem nas escolas com maior segurança e conhecimento, podendo, assim, dar toda a assistência às pessoas com deficiência.

Ensino especial evoluiu

Segundo Úrsula, hoje o Acre tem 6.743 alunos com deficiência, da educação infantil até o ensino médio. Alguns deles já estão chegando ao ensino superior e muitos sendo colocados no mercado de trabalho. “O resultado é positivo, considerando que começamos em 1999, com 34 alunos inseridos na rede”, lembra.

Outra função importante do setor de ensino especial é buscar alunos que estão em idade de escolarização mas não frequentam a escola. “Nós vamos atrás desses alunos. É um trabalho feito de forma intersetorial, envolvendo a assistência social, a saúde, os direitos humanos e a educação”, explicou.

Para Úrsula, a sociedade evoluiu em relação ao ensino especial, e hoje as pessoas com deficiência são olhadas de forma que suas identidades são respeitadas. “A criança autista, há algum tempo, era escondida pelas famílias porque a sociedade não a aceitava. Hoje a sociedade já abraça essa causa, e o grande responsável por isso são as escolas”, declara.

Add a comment (0)

Senac realiza formatura na área de saúde em Cruzeiro do Sul

Sandro de Brito

A Unidade do Serviço de Aprendizagem Comercial (Senac) em Cruzeiro do Sul realizou, na última terça-feira, 17, a formatura de alunos do curso Técnico em Enfermagem naquele município, localizado a aproximadamente 623 quilômetros da capital acriana. A formatura dos 34 alunos foi realizada no auditório da Igreja Batista Betel.

 

O curso possui carga horária de 1.820 horas/aula, de modo que 1.310 das horas são destinadas a aulas teóricas, e 510, a estágios, dividindo-se em três módulos. Através de parcerias com as secretarias de Saúde do estado e do município e com empresas da iniciativa privada ligadas à área de saúde, os alunos puderam colocar em prática em unidades básicas de saúde e no hospital regional de Cruzeiro do Sul toda parte teórica realizando atendimento supervisionado.

 

“A satisfação de colocar à disposição do mercado de trabalho profissionais competentes é o coroamento do nosso trabalho. A absorção dessa mão-de-obra qualificada já é discutida pela gerencia do Hospital Regional do Juruá e com reconhecimento da certificação pela instituição fiscalizadora, que é o COREN [Conselho Regional de Enfermagem], que nos dá a credibilidade de todo esse trabalho”, ressalta a supervisora do eixo de saúde e ambiente do Senac, em Cruzeiro do Sul, Jamáira Páscoa da Silva.

 

Para o diretor regional do Senac em exercício, Abrão Maia, a instituição segue alinhada com a metodologia de ensino em todos os municípios. “Temos ampliado nosso atendimento e a formatura de hoje é a comprovação de que a educação profissional não tem fronteiras. Tenho acompanhado a lapidação que a instituição tem feito em nossos alunos. Os 34 profissionais técnicos em enfermagem que estão à disposição do mercado de trabalho hoje levam a marca Senac de excelência da educação profissional. Nosso certificado é endossado pelo Conselho Regional de Enfermagem, entidade que preza pela qualidade do serviço em saúde e para nós é sem dúvida nenhuma o coroamento em educar para o trabalho”, finalizou o diretor.

Add a comment (0)