Edital - IMAC

J. G. TERÇAS - ME CERÂMICA ANDORINHA
Torna público que requereu do Instituto de Meio Ambiente do Acre (IMAC), a renovação da LICENÇA DE OPERAÇÃO - LO no 577/2009, para atividade de EXTRAÇÃO MINERAL DE USO IMEDIATO NA CONSTRUÇÃO CIVIL, localizada na Avenida Sete de Setembro, 500, São Salvador, Cruzeiro do Sul - Acre.

Add a comment (0)

Poluição ambiental: Balneário Igarapé Preto pede socorro

Deja-Igarape-preto-1

O Balneário do Igarapé Preto, o mais belo ponto turístico de Cruzeiro do Sul, freqüentado por cruzeirenses e turistas de muitos lugares do Brasil e do mundo, está sendo alvo de muita poluição ambiental que está deixando a área com acúmulo de lixo nas margens, praias e no seu leito e de certa forma mostra que a população ainda não tem uma preocupação com a preservação do meio-ambiente. 

Add a comment (0)

Carta da Amazônia traz proposta apresentada pelo Acre e será entregue à ONU na Rio+20

Secretário de Meio Ambiente do Acre explicou que a carta contém cinco diretrizes (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

Uma das principais propostas da Carta da Amazônia, apresentada no encontro de secretários e gestores de meio ambiente de estados e municípios da Amazônia Legal, foi uma indicação acreana, feita pelo governador Tião Viana durante os fóruns de governadores da Amazônia. O Conselho de Desenvolvimento Sustentável faz parte dos cinco princípios que formam o documento.

Pela primeira vez secretários de meio ambiente dos nove estados da Amazônia Legal se reuniram para discutir uma agenda em comum para o desenvolvimento sustentável. O encontro, que faz parte da programação da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, discutiu e referendou a Carta da Amazônia, um documento com mais de 80 páginas que traz diretrizes para desenvolver de forma sustentável a região e contempla saúde, educação, produção, energia e outros temas.

No evento foram apresentadas e debatidas as propostas e recomendações formuladas pelos estados, com a participação da sociedade civil. “De tão densa, tão bem formulada, a Carta da Amazônia está sendo chamada de pacto, que expressa as necessidade da Amazônia, com pontos importantes que precisam ser trabalhados para o desenvolvimento da região. A Amazônia é muito diversa, não pode ser tratada da mesma forma”, disse o secretário de Meio Ambiente do Acre, Edegard de Deus.

O secretário de Meio Ambiente do Acre explicou que a carta contém cinco diretrizes. Além da criação do conselho de desenvolvimento sustentável, que foi uma proposta apresentada pelo Acre durante os fóruns de governadores que antecederam a Rio+20, a carta também propõe que políticas voltadas para a Amazônia partam da região e sejam discutidas também com a participação da sociedade organizada. “A ideia é que o desenvolvimento da Amazônia seja pensado na Amazônia, que é onde as políticas serão executadas. A região tem uma diversidade muito grande, que precisa ser respeitada”, explicou.

O encontro, que aconteceu no Parque dos Atletas, foi promovido pelas Associações que congregam os órgãos públicos de meio ambiente dos estados e municípios brasileiros (Abema e Anamma, respectivamente). A carta será entregue no dia 21 no evento oficial da Organização das Nações Unidas (ONU), pelos governadores da Amazônia. 

 

Agência de Notícias do Acre - Tatiana Campos (Rio de Janeiro) 


 

 

 

Principal Notícias Acre 50

 

Add a comment (0)

Governo do Estado fala sobre a participação do Acre na Rio+20

Secom acreGM050612600

O Governo do Acre, seguindo a programação das comemorações do Dia Mundial do meio Ambiente, realizou nesta terça-feira, 5, uma coletiva de imprensa para apresentar a participação do Acre na Conferência Rio+20. A coletiva ocorreu no Novo mercado Velho, na tenda Caminhos da Sustentabilidade. Estavam presentes a chefe da Casa Civil, Márcia Regina Pereira, o secretário de Meio Ambiente, Edegard de Deus, o diretor-presidente do Instituto de Mudanças Climáticas e Políticas Ambientais Sustentáveis, Eufran Ferreira do Amaral, a secretária de Saúde, Suely Melo, o presidente do Departamento Estadual de Pavimentação e Saneamento, Gildo César e, representando a Secretaria de Estado de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar.

Add a comment (0)