Médico que trabalhou na Maternidade de Cruzeiro do Sul é preso após denúncias de abuso sexual durante exames, em RO

medicopreso1

Prisão foi concedida e médico deve responder por estupro de vulnerável. Após a 1ª denúncia, outras mulheres procuraram a delegacia de Ariquemes.

Eliete Marques Do G1 Ariquemes e Vale do Jamari

O médico Pedro Augusto Ramos da Silva, de 57 anos, foi preso na manhã desta segunda-feira (2) em Ariquemes (RO), município a cerca de 200 quilômetros de Porto Velho. Conforme a Polícia Civil, após uma jovem de 22 anos relatar abuso sexual durante um exame ginecológico, na última quarta-feira (25), mais quatro mulheres procuraram a delegacia e acusaram o médico. Após as denúncias, a prisão preventiva foi concedida pelo judiciário e o processo deve correr em segredo de justiça.

Conforme a polícia, Augusto foi preso em casa e deve responder por estupro a vulnerável. O delegado regional, Renato Morari, afirma que o médico foi ouvido na delegacia e encaminhado para a Casa de Detenção de Ariquemes. "Há várias denúncias de uma possível violação sexual nas pacientes. Em cima dessas oitivas, foi representada a prisão preventiva do mesmo. Hoje de manhã cumprimos o mandado", explica Morari.

Ao sair da sala após interrogatório, Pedro Augusto não deu entrevista e alegou que a sua prisão era "uma palhaçada". O advogado de defesa Márcio Gomes diz que só irá se manifestar depois do inquérito concluído. No entanto, ele afirma que organiza documentos para solicitar o relaxamento da prisão e pedir o habeas corpus. "O meu cliente nega as acusações que são imputadas a ele. Até porque ele não tem histórico disso na vida dele", alega.

Jovem alega abuso durante exame ginecológico
(Foto: Franciele do Vale/G1)

O caso
Uma estudante de 22 anos acusa o médico de ter abusado sexualmente dela, durante exame ginecológico, dentro de um hospital particular no município. O suposto crime teria acontecido na última quarta-feira (25).

Ao G1, a vítima contou que foi a primeira consulta com o profissional e que o abuso ocorreu quando ela foi examinada. "Ele fez o ultrassom abdominal do útero e depois iniciou o exame. Notei que o procedimento estava demorando mais do que normal e forcei a coluna para me levantar, quando vi as vestes dele abaixadas e o órgão genital ereto. Disse a ele que estava abusando de mim e ele falou que não e que era coisa da minha cabeça", relata.

 

Add a comment (0)

Esposa mata marido com facada no peito em Guajará


Jorgenir Carlos Costa, 33, que segundo as informações era viciado em entorpecentes, foi morto na noite de quarta-feira (11) com uma facada no peito esquerdo que atingiu seu coração, desferida por sua esposa Charla Fernanda, 38. O crime aconteceu no Mirante da Praça do município de Guajará onde o casal vivia e a vítima morreu no local do crime.

O casal que já tinha passagens pela polícia e a principal suspeita do crime é a esposa que está presa no 65º Distrito Policial de Guajará. Na Delegacia ela confessou o crime e alegou que agiu em legítima defesa porque no momento estava sendo espancada pelo marido e o atacou para se defender

“ Ele sempre me batia e ontem estava me batendo novamente. A única forma de me defender foi essa. Ele estava com a faca e quando soltou para pegar um pedaço de madeira com um prego para bater na minha cabeça e peguei a faca e furei ele. Foi a única forma que encontrei para me defender”, disse a esposa.

O delegado do município de Guajará, Daniel Leão, informou que o casal vivia em desafeto, mas conviviam na mesma residência. “ Os dois já eram frequentadores dessa unidade policial. Eles viviam em desafeto, mas conviviam na mesma residência. Ela foi para casa após o crime , mas a polícia conseguiu prende-la em flagrante na residência”, explicou.

Segundo o delegado somente neste mês de Março duas pessoas perderam suas vidas de forma brutal em Guajará e os crimes aconteceram no principal cartão postal da cidade, o Mirante da Praça que tem vista para o Rio Juruá e ressaltou que o aumento da violência no local tem obrigado os comerciantes a fecharem as portas dos estabelecimentos mais cedo.

Daniel Leão afirmou que o tráfico de drogas aumentou no município nos últimos anos, e mesmo com falta de estrutura física, de pessoal e de viaturas da delegacia de Guajará, muitas prisões têm sido realizadas. “Nunca se prendeu tanto traficante quanto nós prendemos neste ano e a maiori parte deles está cumprindo pena no presídio de Cruzeiro do Sul”, disse.

Add a comment (0)

Investigação da Polícia Civil tira mais um traficante de circulação e apreende quase um quilo de drogas no bairro da Lagoa

Uma investigação da Polícia Civil levou a prisão de Jean Carlos da Silva Melo, 34, na manhã desta quinta-feira (05) suspeito de tráfico de drogas no bairro da Lagoa. Os policiais cumpriram Mandado de Busca expedido pela Justiça e na abordagem apreenderam drogas no interior da residência do acusado.

A operação resultou na apreensão de quase um quilo de cocaína em pedra, além de insumos usados na produção do entorpecente, além de uma quantidade em dinheiro proveniente da venda de drogas, encontrados dentro de uma mochila.

O delegado Elton Futigami, responsável pela investigação, informou que a Polícia Civil estava investigando as ações do traficante que já havia sido preso por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de grosso calibre, mas foi libertado por motivo e uma falha no processo e foi condenado apenas pelo porte ilegal de arma.

“O Jean não atua apenas com um traficante doméstico, mas como um distribuidor da droga vendida no bairro da Lagoa, então é ele que alimenta os pequenos traficantes que vendem naquela área. Ele já tem outras passagens por tráfico de drogas, e hoje pela manhã fizemos uma incursão em sua residência, cumprindo um mandado de busca onde logramos êxito na apreensão de quase um quilo de droga”, enfatizou o delegado.

 

Segundo Elton Futigame o suspeito ainda tentou se evadir e por uma janela de sua residência se jogar no Rio Juruá em busca de fugir, mas foi flagrado pelo cerco policial feito antes da abordagem a residência garantindo o sucesso da operação com a prisão do traficante e a apreensão da droga.

O traficante foi encaminhado a Delegacia Geral de Polícia para prestar depoimento ao delegado e em seguida encaminhado a Unidade de Recuperação Social Manoel Nery onde ficará a disposição da Justiça.

Add a comment (0)

Filho é preso acusado de apropriar-se da indenização do soldado da borracha recebida por sua mãe

 

Policiais da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher e ao Menor (DEAM) prenderam em flagrante na noite desta quinta-feira (05) Francisco Marinaldo Glavão da Rocha, 32, acusado de ter se apropriado da pensão de R$ 25 mil paga pelo governo Federal como indenização aos soldados da borracha. A indenização era de sua mãe e foi sacado do banco na última segunda-feira (02) constatou a investigação.

A delegada titular da DEAM, Carla Ivane de Brito, informou que recebeu denúncia de familiares que Marinaldo foi até a agência bancária na companhia de sua mãe e sacou todo o dinheiro depositando em seguindo na sua conta pessoal em outra agência bancária.

A investigação confirmou que no dia seguinte o acusado sacou R$ 5 mil e em depoimento alegou que o dinheiro seria para reformar a casa da mãe que segundo se apurou vive em condições precárias. A delegada explicou que o suspeito é o responsável pelo gerenciamento das finanças da mãe e também do padrasto e que no extrato bancário da idosa foi constatado dois empréstimos.

“Um dos familiares procurou o Conselho do Idoso e fez a denúncia que essa idosa, beneficiária do soldado da borracha estava sendo enganada pelo filho. Após algumas investigações foi constatado o saque desse dinheiro. Ele ainda a enganou dizendo que o dinheiro ainda não havia saído, dando apenas a quantia de R$ 1 mil reais para sua mãe”, disse a delegada.

Segundo a delegada foram recolhidas notas fiscais de compra de madeira, mas o material tem um valor inferior a R$ 2 mil e que o filho não faz prestação de contas dos valores gastos com a mãe. “ Verificamos que a idosa vive em situações precárias e muitas vezes chega a faltar até comida”, disse.

Os policiais apreenderam ainda uma motocicleta do suspeito, supostamente comprada com empréstimo com dinheiro da beneficiária da pensão do soldado da borracha, além de R$ 1 mil em dinheiro.

A denúncia no Conselho do Idoso foi feita pelo irmão do acusado, Erisson Nunes Galvão, 30, que acusou que a mãe reside em péssimas condições. “ Denunciei ele, pois gosto da minha mãe e a atitude dele não foi de filho e alerto para que outras pessoas também possam fazer esse tipo de denúncia. A situação da minha mãe era precária, mas tenho certeza que vai mudar de hoje para frente”, contou o denunciante.

Marinaldo Galvão nega que se apropriaria do dinheiro e afirmou que estava apenas guardando o valor em sua conta para uma reforma que seria feita na casa da mãe.

“Eu jamais ficaria com o dinheiro da minha mãe. Depositei na minha conta para não deixar na conta corrente. Ela foi comigo no banco e autorizou tudo. Deus sabe que eu não estou mentindo. Ainda não tinha reformado a casa dela porque não tinha condições e ia fazer agora”, se defendeu o acusado.

A delegada explicou que Marinaldo deve responder inicialmente por furto qualificado com abuso de confiança e deve ser encaminhado a Unidade de Recuperação Social Manoel Nery da Silva nesta sexta-feira (06).

 

Add a comment (0)