Mensagem no What Zap pode ter sido causa da morte de jovem de 18 anos com duas facadas

O jovem Isaac Silva de Almeida, 18, foi morto de forma brutal com duas facadas por um menor de 16 anos, na noite do último sábado (27). Segundo informações de familiares uma mensagem enviada pela vítima através do What Zap para um amigo pode ter sido causa da morte do jovem que abalou a população do pequeno município de Guajará que realizou um protesto pelas ruas do município.

Segundo as informações Isaac foi atacado quando estava na praça da cidade com a namorada. Rosangela Silva de Almeida, irmã da vítima, informou que o garoto desferiu o primeiro golpe nas costas e quando a vítima caiu ele chutou seu rosto e desferiu a segunda facada no lado esquerdo do peito. O rapaz morreu antes da chegada de uma equipe de socorro.

“Ele chutou o rosto e disse que queria ver meu irmão morrendo olhando para a cara de um homem. Mas isso não é um homem e sim um animal”, desabafou a jovem em tom de desespero. Os envolvidos eram colegas e faziam parte de um grupo da rede social What Zap. Segundo as informações a vítima teria postado uma mensagem chamando o menor agressor de “ Zé Buceta” o que gerou o desentendimento que causou a morte.

O menor agressor foi apreendido pouco tempo após cometer o crime. Em depoimento ao delegado Paulo Gadelha, que apura o homicídio, o menor alegou que matou porque teria recebido uma informação de que Jack estaria armado com o objetivo de tentar contra sua vida.

Add a comment (0)

Vítimas de afogamento nos Rios Môa e Juruá são encontradas por mergulhadores do Corpo de Bombeiros e populares

O final de semana foi marcado por dois afogamentos nos Rios Môa e Juruá, ocorridos no último domingo (01). No primeiro afogamento registrado pelo Corpo de Bombeiros José Marcelo Reis Ferreira, 25, caiu do barco em que viajava no Rio Môa e desapareceu. No bairro da Várzea, Marcelo Maia de Oliveira tomava banho no rio e não foi mais encontrado. Segundo informações ele estava embriagado.

O comandante do Corpo de Bombeiros de Cruzeiro do Sul, coronel Marcelo Araújo, informou que depois do comunicado do primeiro afogamento os mergulhadores iniciaram as buscas e apesar das dificuldades pela profundidade e falta de visibilidade os profissionais obtiveram êxito e conseguiram resgatar a vítima por voltas das 16:00 horas. Foram cerca de quatro horas de buscas.

“Considerando que o barco da Marinha estava no local do acidente tivemos que esperar a saída do navio para iniciar o trabalho, mas logo nos primeiros mergulhos os profissionais resgataram o corpo apesar das irregularidades do local que tinha cerca de 10 metros de profundidade. Os familiares ficaram muito agradecidos com a atuação dos militares do Corpo de Bombeiros depois de receber o corpo do jovem”, disse.

O coronel Marcelo Araújo informou que o desaparecimento do jovem no bairro da Várzea é um caso diferenciado porque não havia nenhuma testemunha ocular para identificar o local onde ele desapareceu, mas os mergulhadores trabalharam na área até as 5:00 horas da tarde de segunda-feira (02) e suspenderam as buscas por motivo da chegada da noite.

O comandante alertou a população para os riscos de afogamento neste período que os rios da região estão alagados ao lembrar que o número de acidentes tinha sido reduzido no ano de 2014 e neste ano já foram registrados cinco afogamentos, sendo necessário muito cuidado das pessoas que não devem utilizar bebida alcoólica quando estiverem navegando ou se divertindo em rios e igarapés da região.

“Pedimos encarecidamente das pessoas que tenham muito cuidado para com sua vida e também com a daquelas que estiverem sendo transportadas em suas embarcações. Em 2015 já temos registrados oficialmente cinco afogamentos sendo necessária uma conscientização maior e principalmente as pessoas não utilizaram bebida alcoólica para evitar o problema de afogamento”, disse.

O morador do bairro da Várzea que tinha desaparecido foi encontrado por populares na manhã desta terça-feira (03) numa área alagadiça do bairro da Várzea. O corpo da vítima estava preso em pedaços de madeira e depois de resgatada por volta das 10:00 horas da manhã o corpo só foi resgatado pelos profissionais do Instituto Médico Legal (IML) cerca de três horas depois.

Add a comment (0)

Mulher é presa depois de entrar com droga na vagina no presídio Manoel Nery

Maria-Rosinalva-Amaral-da-Silva-e-Antônio-Carlos-Silva-Nascimento


Agentes penitenciários da Unidade de Recuperação Social Manoel Nery, prenderam na manhã deste sábado (28) Marinalva Amaral da Silva, esposa de um presidiário que entrou no presídio portando droga escondida na vagina. Depois que ela passou pela revista e já estava na cela os agentes perceberam que ela apresentava comportamento anormal. Ao ser abordada confessou que tinha entrada com droga nas partes íntimas.

Marinalva, que visitava os esposo Antônio Carlos Silva Nascimento duas vezes por semana, estava sendo investigada pela direção da unidade que suspeitou que ela estava abastecendo o presídio com cocaína. O marido dela cumpre pena por tráfico de droga. Depois de ser revistada ela seguiu para a cela e ainda conseguiu distribuir parte da droga antes de ser abordada e presa.

Os agentes foram à cela onde Marinalva estava com o marido e no momento da abordagem ela ficou muito nervosa e se recusou a sair do local. Ao ser interrogada negou o crime, mas quando foi ameaçada de ser levada ao Hospital Regional do Juruá para realização do exame Raio-X confessou que tinha retirado as embalagens na vagina. Ao perceber a presença dos agentes colocou o restante novamente no órgão sexual.

O diretor da Unidade de Recuperação Social Manoel Nery, Marquiones Santos, informou que investigações internas possibilitaram a identificação da acusada que já era suspeita de entrar com droga no presídio e foi flagrada com a droga e depois levada à Delegacia Geral de Polícia onde foi autuada em flagrante por tráfico de drogas e já está a disposição da Justiça na Unidade Prisional Feminina.

“A visitante estava sendo investigada, neste sábado aguardamos ela entrar no presídio e na primeira revista não conseguimos localizar nada. Mas, foi feita outra abordagem e ela confessou o crime e numa cela reservada, na presença de uma agente feminina, ela retirou o restante do entorpecente que ainda estava na vagina”, disse o diretor.

Add a comment (0)

Jovem foge depois de bater em outro carro e em seguida capota veículo e derruba poste de energia

O jovem Merique Anderson Brito da Silva, 18, bateu o veículo que dirigia - um táxi de propriedade de seu pai - na traseira de outro veículo no bairro do Aeroporto Velho e fugiu do local sendo perseguido pelo motorista do outro veículo, mas perdeu o controle do carro, capotou e derrubou um poste de energia no bairro do Formoso.

O acidente aconteceu por volta das 10 horas da noite desta terça-feira (24), nas proximidades do posto de saúde do bairro e apesar da gravidade o motorista sofreu apenas ferimentos leves, mas o veículo sofreu muitas avarias e transtornos à população do bairro que ficou por várias horas sem energia elétrica.

O Pelotão de Trânsito da Polícia Militar atendeu a ocorrência e informou que o acidente ocorreu depois da fuga do condutor do táxi que bateu na traseira de um veículo. Na fuga foi perseguido pelo outro motorista, perdeu o controle do veículo e causou os danos no carro e na rede de energia elétrica.

O motorista foi conduzido à delegacia para as providências legais onde depois de ser submetido ao teste do bafômetro foi constatado que ele tinha ingerido bebida alcoólica, mas o teor não foi suficiente para ser autuado por embriaguez ao volante. Depois do depoimento ele foi liberado.

O proprietário do táxi, conhecido apenas por Pedro, informou que seu filho não parou depois de bater no outro veículo porque teve medo de sofrer algum tipo de violência por parte do outro condutor e por esta razão empreendeu fuga.

Add a comment (0)