Policiais do COE capturam Lorinho e recuperam arma que pertencia a Cuca que conseguiu fugir do cerco

policia

Foto: Genival  Moura G1

 

Depois de montar barreiras em vários locais para prender os fugitivos da Unidade de Recuperação Social (URS) Manoel Nery policiais do Comando de Operações Especiais (COE) da Polícia Militar prenderam na tarde de sábado (24) Edinardo Gaspar de Souza, 25, vulgo Lorinho, que tinha fugido com Paulo Roberto Campelo (Cuca) e estava escondido no ramal São Paulo, na comunidade São Pedro.

Condenado por tráfico de drogas em Sena Madureira Lorinho cumpria pena no presídio de Cruzeiro do Sul e quando foi recapturado estava de posse de uma pistola Tauros, calibre 380, que tinha nove munições e pertencia ao parceiro de fuga, Cuca, que conseguiu fugir do cerco policial. Lorinho tinha também R$ 507,00 em dinheiro que foram apreendidos.

O fugitivo capturado foi encaminhado à Delegacia Geral de Polícia onde prestou depoimento ao delegado elton Futigami e foi reconduzido ao presídio Manoel Néri neste domingo (25). A dupla estava sendo procurada pela polícia desde a última sexta-feira (22) quando fugiram e sequestraram outro taxista que conseguiu pular do carro que foi levado pelos fugitivos e deixado abandonado e bastante danificado num ramal.

 

 

Add a comment (0)

Assassino de taxista foge da penitenciária e depois de sequestrar veículo de taxista deve ter fugido para o Peru

Cuca-11-450x280


Condenado há 33 anos pelo assassinato do taxista Abílio Simão, 64 anos, Paulo Roberto Araújo Campelo, vulgo Cuca, fugiu na manhã desta quinta-feira (22), por volta das 11:30 horas, aproveitando o momento que trabalhava na horta da Unidade de Recuperação Social (URS) Manoel Nery da Silva, junto com mais dois presidiários que também se evadiram e não tiveram seus nomes divulgados.

O taxista Abílio foi morto de forma brutal com várias facadas, em Dezembro de 2009, e seu corpo foi abandonado no Ramal do Japãozinho (BR-307) para onde Cuca fugiu e foi capturado por um grupo de taxistas que estavam no seu encalço e não o mataram pela chegada de agentes da Polícia Civil comandados pelo delegado Elton Futigami que impediram o linchamento.

Depois da fuga da URS Manoel Néri, na manhã desta quinta-feira, Cuca parou o taxista Jonas Vieira da Silva, que trafegava na rodovia AC-405 num veículo Spacefox prata e pediu que o levasse até a casa de sua família no Igarapé Preto onde ele pegou dinheiro e um revólver calibre 38 e informou aos familiares que estava fugindo para o Peru.

Em seu retorno ao táxi o motorista desconfiou de quem se tratava e aproveitou uma passagem por um quebra mola nas proximidades do Aeroporto Internacional para reduzir a velocidade e pular do veículo. Cuca ainda correu atrás do taxista, mas retornou ao carro e se evadiu abandonando o mesmo quando acabou a gasolina.

As primeiras avaliações sobre a fuga do presidiário apontam que ele deve ter mesmo fugido com o objetivo de atravessar a fronteira, através da floresta, para fugir para o vizinho Peru e a motivação seria a recente morte de seu pai Paulo Campelo que era dono do restaurante do Igarapé Preto.

A direção do presídio só tomou conhecimento da fuga do presidiário através do taxista Alemão que ligou para a penitenciária informando o ocorrido e o roubo de seu veículo. Segundo a diretora interina, Nayana Neves, os agentes não haviam percebido a ausência do preso e depois de realizarem a contagem descobriram que mais um preso, Edvardo Gaspar de Souza, vulgo Lorim, que cumpria pena por tráfico de drogas também tinha fugido.

A diretora destacou que Cuca tinha ganhou direito de trabalhar para reduzir a pena pelo bom comportamento e de acordo com as normas da legislação que garante esse direito aos presos considerados de bom comportamento.

 

Add a comment (0)

Polícia Civil prende foragido da justiça em Capixaba

Policia civil prende foragido

A Polícia Civil de Capixaba – 75 quilômetros da capital acreana – prendeu, por homicídio, o xapuriense Alcimar Castro de Oliveira, de 33 anos. A captura do acusado foi comandada pela delegada Lucélia Martins, com a poio do investigador Franciberto Lima.

 

Neguinho Pita, como é conhecido Alcimar Castro, estava escondido em uma invasão no Seringal Capatará, localizada no Ramal Antônio Costa, próximo a usina Álcool Verde. No momento da prisão não houve chance de reação, o cerco policial estava bem organizado.

 

Preso, Alcimar Castro foi conduzido até a delegacia, onde aguardará a escolta para ser encaminhado ao presidio de Rio Branco. Pelo que foi possível apurar, Neguinho estava foragido já fazia tempo. Ele é sentenciado por matar uma adolescente de 13 anos na cidade de Senador Guiomard.

 

Consta no inquérito que apurou a morte da menor que Alcimar Castro aplicou diversas furadas com uma faca na adolescente que não resistiu. No mesmo evento criminoso o assassino agrediu a golpes de faca um primo da menor.

 

Add a comment (0)

Polícia prende marginais que invadiram casa e estupraram mulher depois de roubarem celular e dinheiro

delegada Carla 1


Cinco homens encapuzados invadiram uma residência no bairro Floresta, nas proximidades do Quartel da Polícia Militar, na madrugada deste domingo (27), de onde roubaram vários objetos e R$ 800,00, em dinheiro e depois de deixarem a residência retornaram, amarraram o marido da dona da casa que foi estuprada e violentada por dois dos marginais. Entre os acusados que foram presos dois são menores.

Segundo a dona da casa ela e seu marido estavam dormindo na sala quando foram surpreendidos pelos marginais que invadiram a casa armados com arma de fogo e com uma faca que foi colocada no seu pescoço e depois de pegar seu celular e R$ 800,00 em dinheiro foram embora, mas retornaram e dominaram seu marido e a levaram para um dos quartos da casa onde a estupraram por várias vezes.

Depois que os marginais saíram da casa a mulher que estava amarrada conseguiu se soltar e pediu ajuda aos vizinhos que chamaram a polícia que iniciou investigações e após rondas pelas proximidades prenderam um grupo de cinco suspeitos que foram levados à Delegacia Geral de Polícia. Em poder dos acusados os policiais apreenderam um punhal, uma escopeta que foram usados para intimidar e ameaçar as vítimas.

Na Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher e a Criança (DEAM) os acusados confessaram a autoria do crime. Alexandre da Silva Martins, 21, Javinson Pereira de Oliveira, 25, vulgo Bozo e um menor de 15 anos, foram acusados do estupro. Antônio Kely Borges, 29 e um menor de 15 anos não participaram da violência sexual, mas vão responder pelos crimes de roubo e receptação.

A delegada Carla Ivani de Brito, da DEAM, informou que o grupo é suspeito de praticar vários assaltos na região, inclusive são acusados de serem os autores do roubo no Seminário Católico em Cruzeiro do Sul.

Add a comment (0)