Polícia Civil prende em Cruzeiri do Sul estelionatário acusado de aplicar golpe superior a R$ 2 milhões na SKY

 

PEDRO PAULO

O goiano Romário Alves Pinto, de 21 anos, foi preso pela Polícia Civil de Cruzeiro do Sul, na tarde de quinta-feira, 16. Ele é acusado de aplicar um golpe contra o sistema de TV por assinatura Sky nos estados de Goiás, Mato Grosso, Espírito Santo, Rondônia, Amapá e Alagoas, causando um prejuízo que segundo a polícia, pode ultrapassar a 2 milhões de reais.

Ao delegado Elton Futigami, que investiga o caso, Romário Pinto contou que está no esquema criminoso há cerca de três anos, que tem um lucro mensal superior a R$ 50 mil. Revelou também que possui 12 carros e chácaras, entre outros imóveis.

O delegado informou também que o investigado se apresentava para as lojas credenciadas da Sky como supervisor da empresa, sendo essa uma forma de garantir a confiança e saber em quais pessoas podia cooptar para ampliar a fraude. “Romário precisava de duas lojas credenciadas e um suposto cliente jurídico para executar o negocio lucrativo e criminoso”, disse Elton.

A FRAUDE – Segundo a investigação, uma das lojas ficava responsável pelas vendas e a outra pelas habilitações das ordens de serviço de instalação da TV a acabo. O suspeito usava sempre uma pessoa jurídica, sendo normalmente um hotel fictício que ele mesmo criava pela internet, através do serviço de ajuda a microempresa.

Na empresa de fachada Romário habilitava de 100 à 500 pontos de TV. Os pontos eram repassados para outros clientes de forma individual, alugado pelo estelionatário, inclusive para quem estava com o nome negativado, tudo para aumentar o lucro do investigado.

 “A SKY gera esses pontos e depois esse cliente sai vendendo esses pontos e cobrando um aluguel. Ele contou que uma assinatura de uma pessoa jurídica de 150 pontos custa uma mensalidade de R$ 2,4 mil. Os 150 pontos alugados por R$ 100 cada rendia a Romário 15 mil, que lucrava R$ 12,5 mil numa única transação”, explicou Futigami.

Para escapar da polícia Romário se apresentava nos Estados por onde passou com nomes falsos. Em Cruzeiro do Sul ele usava o nome de Ronaldo Arantes de Albuquerque. Com ele foram encontrados diversos cartões bancários.

Entre os bens que confessou ao delegado Romário destacou duas casas, uma fazenda, um carro Fusion, uma Amarok, além de dinheiro em aplicações (valor não mencionado).

FIM DA LINHA - “Por mais de três anos rodei o Brasil. Sabia que era cassado pelo Gaecco, no Mato Grosso, entre tantas polícias do Brasil. Porque que fui ser pego justo aqui”? Indagou. De pronto, ouviu do delegado Elton a seguinte frase: “você nunca tinha sido investigado no meu estado”.    

Romário deve ser encaminhado para o presídio Manoel Neri da Silva e responder por estelionato, fraude, formação de quadrilha e falsidade ideológica.

 

Add a comment (0)

Jovem em fuga atenta contra policiais da guarnição que o perseguia e morre atingido por um disparo de arma de fogo

O jovem Jardel Moraes Gondim, 20, foi morto no início da noite deste domingo (12), no município de Rodrigues Alves, com um tiro disparado por um policial militar da guarnição que o perseguia. A vítima tinha se envolvido numa confusão no bairro do Remanso, no início da tarde, onde tinha atingido um rapaz com duas facadas e fugiu. A vítima do atentado foi atendida pelos profissionais do SAMU e encaminhado ao Hospital Regional do Juruá onde foi socorrido.

Segundo as informações do delegado Lindomar Ventura, titular da Delegacia de Rodrigues Alves e que investiga o caso, depois da tentativa de homicídio no bairro do Remanso policiais militares de Cruzeiro do Sul fizeram buscas no bairro da Lagoa onde o acusado poderia estar escondido e descobriram que ele tinha fugido de motocicleta para o município de Rodrigues Alves pela Variante da BR-364.

Na fuga Jardel fez uma jovem de refém numa casa, nas proximidades da travessia da balsa, colocando uma faca no pescoço dela e ameaçando matá-la. Depois da mãe da mesma ter investido contra ele o atingindo com uma tábua no braço ele liberou a refém e continuou sua fuga atravessando o rio. Os policiais seguiram uma pista e constataram que ele tinha atravessado o rio e acionaram a Polícia Militar de Rodrigues Alves.

Policiais militares de Rodrigues Alves localizaram o fugitivo no bairro da Favelinha e ao fazerem a abordagem Jardel investiu contra os policiais da guarnição que efetuaram um disparo atingindo-o mortalmente. O delegado plantonista informou que o fato ainda está sendo apurado e os componentes da guarnição e as testemunhas ainda não foram ouvidos.

“Sabemos que ele já vinha em fuga de uma outra ocorrência em Cruzeiro do Sul onde segundo informações do Boletim de Ocorrência teria furado uma pessoa. Agora, o fato que aconteceu em Rodrigues Alves sabe-se que ele tentou contra a guarnição, mas todos ainda serão ouvidos e as possíveis testemunhas também serão interrogadas para se concluir o caso”, afirmou o delegado Lindomar Ventura.

O corpo da vítima foi conduzido para o Instituto Médico Legal (IML) em Cruzeiro do Sul para a realização do exame cadavérico.

Add a comment (0)

Polícia Civil prende acusada de dopar marido, depois o matá-lo a tiro

Pedro Paulo

A Polícia Civil do Acre prendeu na manhã desta quinta-feira, 09, no Conjunto Tucumã, Verônica Campagnolo, 50, procurada pela polícia de Santa Catariana por homicídio. Ela estava no Acre há mais de uma década, vivia maritalmente com um caminhoneiro, imaginado está imune às pendengas com a justiça.

A investigação que localizou Verônica foi comandada pelo delegado Roberth Alencar, Diretor do Departamento Técnico Policial da Polícia Civil. Alencar ressalta a integração e eficiência dos departamentos de inteligência da Policial Civil de Santa Catarina e do Acre, que possibilitou o sucesso da diligência. “No Acre a polícia sempre vai estar cautelosa a foragidos de todo o Brasil", destaca.

BARBÁRIE - Segundo o apuratório da polícia, no dia 15 de maio do ano de 1997, pelo período da manhã, na linha São Lourenço, Município de Jaborá/SC Verônica Campagnolo, com a ajuda de um terceiro colaborador não identificado, agindo de maneira premeditada, dificultando a defesa do ofendido e por motivo torpe, munida de um rifle, calibre 22, marca CBC, nº 56.493, desferiu um disparo contra a cabeça da vítima Ademar Campagnolo, seu marido, causando-lhe a morte.

De acordo com a investigação, Verônica, agiu com a intenção vil e repugnante de ficar desempecida das obrigações matrimoniais, livre para ostensivamente assumir outros relacionamentos extraconjugais. Consta nos autos que, premeditadamente, em seu planejamento homicida, no dia 13 de maio de 1997, ela adquiriu com uma mulher identificada por Almerinda Maria Parisoto Cadare 10 (dez) comprimidos de Lexotan 6 mg.

O ASSASSINATO - No dia do crime, a acusada aplicou vários comprimidos de Lexotan no esposo, causando sonolência e tonteira, possivelmente com o intuito de dificultar qualquer reação por parte da vítima, que foi conduzida até a cama do casal.

Ainda conforme os autos, objetivando dissimular a autoria criminosa, Verônica, dirigiu-se com os filhos para o trabalho cotidiano da roça. Todavia, em um determinado momento, após separar-se de seus filhos, que continuaram em direção ao pasto, ela retornou a sua residência, onde, com a ajuda de um de seus pretendentes, covardemente, desferiu um disparo de arma de fogo contra a cabeça do marido, que morreu instantaneamente.

Add a comment (0)

Polícias apreendem cerca de 50 kg de cocaína próximo a Sena Madureira

Ação ocorreu graças à parceria entre as três polícias - Foto: Douglas Barros

Uma operação conjunta entre as polícias Militar, Federal e Rodoviária Federal, montou uma barreira de fiscalização na altura do KM-17 da BR-364, sentido Sena Madureira/Manoel Urbano. A ação ocorreu na noite desta segunda-feira, 6. Os policiais receberam a informação de que um veículo estaria transportando um grande carregamento de entorpecentes para Sena Madureira.

Por volta das 19h os agentes de segurança, com viaturas, acompanharam um carro suspeito em fuga. Metros depois, o carro perdeu o controle e caiu às margens da rodovia. Três pessoas estavam dentro do veículo, sendo que duas delas conseguiram fugir pela mata sob forte chuva que caía na região.

O único apreendido foi um menor de idade que mora em Cruzeiro do Sul. No veículo foram encontradas três mochilas, contendo aproximadamente 50 quilos de cocaína, que após ser refinada e beneficiada pode gerar até 10 vezes este peso. A cocaína foi encaminhada para a Delegacia da Polícia Federal em Rio Branco, onde serão realizados os procedimentos de análise e levantamento sobre a origem do entorpecente.

Essa é a maior apreensão feita este ano em Sena Madureira,  mostrando o expressivo resultado do trabalho conjunto das Polícias Militar e Federal no combate ao tráfico.

Add a comment (0)