Homem mata vendedor de peixe com facada no peito e atinge mais dois com golpes de faca

asssassino

Políciais militares prenderam o assassino em flagrante

O vendedor de peixe José Eudes Vieira da Silva, 46, morreu na manhã de sábado (20), depois de ser atendido no Pronto Socorro e passar por uma cirurgia no Hospital Regional do Juruá. Eudes foi agredido brutalmente com uma facada desferida por Josué Fernandes de Souza, 27, que ainda atingiu com golpes de facas mais dois homens que estavam bebendo com Eudes num bar localizado na área central, nas proximidades do Mercado do Peixe.

A facada foi tão violenta e quebrou no peito da vítima que não resistiu aos ferimentos e morreu cerca de duas horas depois da agressão. As outras duas vítimas foram Edvaldo Gomes, 49 anos e Dionizio Hermínio de Souza, 53 anos, que foram socorridos e encaminhados pelos profissionais do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) para o pronto socorro do Hospital do Juruá, onde receberam atendimento médico.

O agressor foi preso em flagrante por policiais militares que faziam ronda nas proximidades e em depoimento na delegacia afirmou que ao entrar no bar foi insultado pela vítima que tinha dado um tapa em seguida jogado cerveja em seu rosto. O agressor se retirou do bar e pouco tempo depois retornou armado e desferiu os golpes que resultaram na morte do vendedor de peixe e deixou os outros dois parceiros de bebida feridos.

Add a comment (0)

Polícia Civil prende taxista com 15 quilos de cocaína em pedra

Drogas Prisao Rio Branco1

Pedro Paulo

O taxista Eudes da Silva Ferreira, 38 anos, residente na rua Baixa Verde, bairro Cidade Nova, em Rio Branco, foi preso pela Polícia Civil de Xapuri (180 quilômetros da capital) quando trafegava na BR-317 numa caminhonete S-10, placa MZT-7525. A abordagem policial ocorreu por volta de 22h de segunda-feira,01, na ocasião, os policiais apreenderam 15 quilos de cocaína em pedra, que estavam na posse do investigado.

Em depoimento ao delegado Antônio Carlos, titular da delegacia-geral de Xapuri, Eudes que é egresso do sistema prisional pelo crime de tráfico de drogas, contou que havia comprado o entorpecente na cidade de Cobija/Bolívia, pelo entorpecente teria pago a quantia de R$ 60 mil. Disse também que a intenção era comercializar a droga na cidade de Rio Branco.

A prisão aconteceu, quando a esquipe de investigadores da Polícia Civil, autorizada pelo delegado Antônio Carlos e coordenada pelo investigador Eurico Feitosa, abordou o carro em que estava Eudes.  A droga estava no pneu sobressalente. O acusado também é proprietário de um restaurante e de uma frota de táxis na capital acreana.

Após o trabalho feito ainda na BR os investigadores conduziram Eudes para a delegacia de Polícia Civil de Xapuri, onde foi elaborado o auto de prisão em flagrante por tráfico de drogas. Na próxima quinta-feira, o4, o flagranteado será recambiado ao presídio do Estado, onde irá aguardar pronunciamento da justiça.

REPRESSÃO FORTE – Durante 13 dias de investigação, a Polícia Civil de Xapuri, sob o comando do delegado Antônio Carlos prendeu várias pessoas por crime de tráfico de drogas, entre as quais duas mulheres e apreendeu aproximadamente cerca de 18 quilos de drogas.

Segundo o investigador Eurico Feitosa, a Polícia Civil de Xapuri, colocou na cadeia, pequenos, médios e grandes traficantes que agiam na cidade, além de interceptar carregamentos do produto que seriam distribuídos em Rio Branco. “A Polícia Judiciária do Estado trabalha com o objetivo de prender em flagrante ou através de ordem judicial pessoas que estão cometendo crime de tráfico de drogas e outros delitos”, destacou o agente de polícia.

 

Add a comment (0)

Puyanawas recebem Tião e Perpétua e mostram modelo de organização superior

PERPETUA 02 DE SET

No fim de semana, Tião Viana candidato a reeleição e Perpétua candidata ao senado pela Frente Popular do Acre, estiveram na aldeia dos índios Puyanawas. Os candidatos foram recebidos com festas em forma de cantos, para eles o canto da vitória. Instalados numa área belíssima, nas arenosas terras de Mâncio Lima, eles mostram como conquistar qualidade de vida com o esforço de sua organização interna.

Um povo que vive nos arredores de Cruzeiro do Sul, já em área do município de Mâncio Lima surge aos olhos do Acre como uma grata surpresa em relação à organização de sua comunidade. Com incentivo do Estado e organizações internacionais, os Puyanawas mostram que é possível manter suas tradições e, ao mesmo tempo, construir seu próprio ambiente coletivo aproveitando o esforço de seus indígenas.

O secretário Edvaldo Magalhães, que responde pela Sedens (Desenvolvimento Florestal, da Indústria, do Comércio e dos Serviços Sustentáveis) explicou que uma parceria do Governo do Acre com uma instituição alemã, a KFW, possibilitou investimentos na comunidade Puyanawas de mais de 100 mil que estão transformando a realidade deles.

“Com os investimentos, os próprios Puyanawas construíram sua área de produção, seu espaço da Cultura, espaço de rituais e lazer, além de fazerem também a oficina de trabalho, e o refeitório da comunidade. Os Puyanawas são um exemplo de organização que enche os olhos de que vem aqui ver”, disse o secretário.

Edvaldo contou ainda que áreas degradadas no entorno da comunidade estão sendo recuperada pelos próprios índios com apoio do governo.

“Aqui foram produzidos 10 mil sacas de farinha de 50kg este ano e está sendo disputado no comércio pelos revendedores de Cruzeiro do Sul,” finalizou Edvaldo.

Durante a visita de Tião Viana e Perpétua, os líderes da comunidade reforçaram a necessidade de que o Acre siga em frente com o projeto da Frente Popular. O líder maior, cacique Mário, expressou agradecimento pelo apoio de Tião e Perpétua e ressaltou que seu povo reconhece o esforço e a ajuda a todas as comunidades indígenas do Acre. “Por isso estamos nessa mesma caminhada com Tião Viana e Perpétua” disse.

Perpétua, durante a recepção Puyanawa, disse que sentia orgulho de encontrar bem próxima da cidade Cruzeiro do Sul um povo que optava pela vida sustentável. “São exemplos de organização que inspira todos nós. E essa comunidade sempre me acolheu com carinho,” lembrou Perpétua.

Tião Viana disse que o momento entre os Puyanawas era de festa e a prosperidade era uma marca da comunidade. “É um exemplo de como prosperar usando a coletividade,” disse o governador. E informou ainda que somente durante sua gestão foram construídas cerca de 70 escolas indígenas em todo o Estado.

(assessoria da candidata)

Add a comment (0)

“ Operação Aquiri”: Polícia Civil do Juruá prende 74 envolvidos em diversos crimes e encaminha 51 para o presídio

Policia Futgiami eu 4

Fotos: Onofre Brito

Uma grande operação da Polícia Civil na tarde desta sexta-feira (29) despertou a atenção da comunidade ao fazer a remoção de 51 presos na Operação Aquiry que foram transportados em nove viaturas para a Unidade de Recuperação (URS) Manoel Nery onde voltarão a cumprir suas penas e outros ficarão a disposição da Justiça.

 

Os delegados da Polícia Civil Elton Futigami, Lindomar Ventura, Vinícius Almeida e Roberto Lucena, apresentaram a imprensa os resultados da Operação Aquiry, desencadeada nos 22 municípios do Estado do Acre, de 25 a 29 de Agosto, para dar cumprimento a 266 mandados da Justiça, de busca e apreensão, que resultaram em 157 prisões, apreensão de dinheiro, drogas, armas de fogo, munição e várias motocicletas.

 

A Operação Aquiry envolveu mais de 400 policiais e na região do Juruá prendeu 74 envolvidos em diversos tipos de crimes. Os presos na Operação Aquiry respondem aos crimes de tráfico de drogas, crimes violentos contra a vida, assaltos, furtos, além de muitos deles estarem com sentenças condenatórias em andamento, mas se encontravam foragidos.

 

O delegado Elton Futigami destacou a contratação de novos policiais, o fornecimento de viaturas e equipamentos feitas pelo Governo do Estado, que garante melhores condições de trabalho e consequentemente o aumento do combate aos crimes e ilícitos com mais eficiência ao lembrar que na região ocorreram prisões em Mâncio Lima, Rodrigues Alves e Cruzeiro do Sul.

 

O delegado Roberto Lucena, destacou que a operação foi um grande sucesso e em Mâncio Lima foram aprendidas duas armas e drogas, além tirar de circulação alguns foragidos da Justiça e traficantes da região para garantir a tranquilidade da população.

“ Graças a Deus, com apoio do Governo do Estado que garantiu o reaparelhamento da Polícia Civil, estamos combatendo com intensidade o tráfico de drogas e todo tipo de ilícitos na região”, disse.

 

O delegado Lindomar Ventura, titular da delegacia de Rodrigues Alves, destacou que a operação garante afirmar que a Polícia Civil está cumprindo seu papel de reprimir a criminalidade e mostrar que a impunidade está sendo diminuída nos vários casos com sentenças definidas garantindo a punição dos criminosos.

“ Quando a polícia atua tanto na repressão quanto no papel de polícia judiciária apurando os crimes se consegue um grande êxito. É importante ressaltar que a Polícia Civil do Juruá recebeu um grande reforço de policiais com a contratação de novos agentes e com fornecimento de novas viaturas e armamentos o que vai garantir a intensificação do combate aos crimes”, disse.

 

Add a comment (0)