Polícia Civil prende vovó do tráfico que vendia drogas na comunidade Profeta, em Rodrigues Alves

vOVO DO TRAFICO 3

Agentes da Polícia Civil prenderam em flagrante, na manhã desta quarta-feira (28), por volta das 12:00 horas, Francisca Lima da Silva, 50, vulgo Êda, acusada de tráfico de drogas, que vinha sendo investigada depois de denúncias de que vendia drogas na comunidade Profeta, em Rodrigues Alves.

Segundo as denúncias, Eda, que já foi presa e condenada por tráfico e atualmente cumpre pena em regime aberto, após sua saída continuou a vender entorpecente em forma de trouxinhas. Ela recebia a droga em forma bruta em Cruzeiro do Sul e levava para vender na comunidade onde mora.

Os policiais foram informados que Eda estava em Cruzeiro do Sul para comprar mais entorpecente e retornaria para Rodrigues Alves de ônibus. Uma campana foi montada nas proximidades do Terminal Rodoviário onde identificaram a acusada que portava uma bolsa.

Antes da mulher embarcar no ônibus os policiais fizeram a abordagem e encontraram dentro da bolsa várias pedras de oxidado de pasta base de cocaína em estado bruto, que pesaram 100 gramas, além de dois vasos contendo maconha.

Na bolsa da traficante os agentes da Polícia Civil encontraram ainda quatro relógios, dois brincos, quatro anéis, um aparelho celular Nokia preto, uma faca, três cordões dourados e R$ 200,00 em dinheiro, que foram apreendidos junto com a droga.

Na delegacia a acusada confessou que comprou o entorpecente de outro traficante do bairro da Várzea pela quantia de R$ 400,00 para vender na comunidade Profeta, onde mora, no município de Rodrigues Alves, pelo preço R$ 5,00 a trouxinha. Depois, se contradisse, afirmando que estava levando a droga para entregar para uma pessoa que não conhece.

 

O delegado Vinícius Almeida informou que a acusada se encontra presa na Delegacia Geral de Polícia, onde o flagrante está sendo lavrado e vai aguardar decisão da Justiça para ser encaminhada à penitenciária.

Add a comment (0)

Delegado afirma que final de semana foi tranquilo na área policial, apesar de flagrantes

delegado luiz tonie - Cópia

O delegado Luiz Tonine informou que o último final de semana transcorreu sem ocorrências de muita relevância, apesar de três flagrantes de trânsito, um de tráfico de drogas, além de perturbação e embriaguez, que movimentaram a delegacia e o trabalho dos policiais militares.

Tonine destacou que um rapaz, que se diz usuário, foi preso em flagrante, pois os policiais encontraram com ele uma certa quantidade de drogas e dinheiro e ele afirmou que recebeu a droga de um traficante para venda. “ No momento ele estava na companhia de mais dois supostos traficantes que conseguiram se evadir. Fizemos os procedimentos e estamos aguardando decisão da justiça”, disse o delegado.

Segundo o delegado ainda no final de semana foi apreendida uma arma de fogo que estava com rapaz que subiu na garupa de uma moto e ao ver a polícia se evadiu e deixou a arma cair. O proprietário da motocicleta estava sem habilitação e foi feito o procedimento sobre as condições da motocicleta, mas o mesmo não foi preso porque alegou que estava apenas dando uma carona.

Os flagrantes de uso de bebida alcoólica ao volante são destacados pelo delegado que afirma que na maioria dos finais de semana motoristas são flagrados conduzindo veículos em condição de embriaguez e em torno de 50% dos casos são pessoas reincidentes que foram presas e voltam a cometer o mesmo crime.

“ A multa administrativa e a fiança é imediata e tem custado caro ao bolso destas pessoas. As fianças são arbitradas de 01 a 100 salários mínimos, levando-se em conta a condição sócio econômica do agente, a gravidade e o índice de alcoolemia, além da reincidência. Arbitramos a fiança dentro do que estabelece a lei, mas quando há um histórico de infrator ele recebe um valor mais elevado para que pese no bolso e na consciência para entender que sai mais barato pagar um táxi do que dirigir embriagado”, disse.  

 

 

Add a comment (0)

Quatro detentos fogem da penitenciária depois de fazer buraco na laje da cela e um foge do Hospital

Cesar Melo do Nascimento 16.05.10 01

Mais uma fuga de presos aconteceu na Unidade de Recuperação Social (URS) Manoel Néri da Silva, na madrugada de sábado (24) para domingo (25). Os detentos fizeram um buraco na laje de uma das celas, utilizando um ferro pontiagudo e conseguiram se evadir tomando rumo ignorado.

A fuga dos presos foi percebida na manhã de domingo. Fugiram os detentos Alerimar Santos de Souza, vulgo “Pam” e Francisco Denis Fortunato de Souza, vulgo “Denis”, cumprem pena por tráfico de droga e Anailson Soares de Lima, vulgo “Pitoco”, Daniel Souza da Silva – vulgo “Daniel”, estavam presos por roubo.

Um quinto preso, César Melo do Nascimento, vulgo Cesinha, que estava com paralisia cerebral e foi encaminhado ao Pronto Socorro do Hospital Regional do Juruá para receber atendimento médico, enganou a vigilância e fugiu do setor de observação depois de ser medicado, mas foi recapturado quando estava em Mâncio Lima.

Os outros quatro presos continuam foragidos e o diretor da penitenciária afirmou que o caso será investigado pela Corregedoria do Estado para verificar as responsabilidades dos agentes penitenciários. Em 2013 já aconteceram três fugas de presos onde oito presos fugiram. Destes cinco foram recapturados e os demais ainda estão foragidos.

 

 

 

 

 

Add a comment (0)

Polícia Federal intensifica combate ao tráfico de drogas no Vale do Juruá

PF droga aaa

Agentes da Polícia Federal (PF) realizaram neste final de semana mais uma ação de combate ao tráfico de drogas na região do vale do Juruá que resultou na apreensão de drogas, uma espingarda e a prisão de quatro pessoas em flagrante.

As ações fazem parte de um trabalho que vem sendo realizado pela Delegacia de Polícia Federal de Cruzeiro do Sul para reprimir de forma mais intensa o tráfico de drogas e demais ilícitos penais na região.

Na primeira operação realizada na última sexta-feira (23), na BR-364, os agentes apreenderam uma espingarda calibre 12 com dois elementos – um deles com passagem pela polícia por tráfico de drogas e tentativa de homicídio.

A arma apreendida tinha como destino a cidade de Cruzeiro do Sul onde provavelmente seria usada para cometimento de outros ilícitos penais. Os dois indivíduos estavam sendo investigados pela PF e foram enquadrados nos artigos 14 da Nova Lei do Desarmamento (Porte Ilegal de Arma de Fogo) e Artigo 35 da Lei de Drogas (Associação para o Tráfico).

A segunda operação, também realizada na BR 364, foi realizada no sábado (24) e os agentes prenderam duas pessoas que transportavam aproximadamente dois quilos de cocaína para Rio Branco.

Além da droga foi apreendida pequena quantia em dinheiro e duas motocicletas que os indivíduos utilizavam para o transporte da droga. Os detidos foram encaminhados ao Presídio Manoel Néri onde se encontram a disposição da Justiça.

Assessoria PF

Add a comment (0)