MP Eleitoral da 4ª Zona pede a cassação do candidato a prefeito de Cruzeiro do Sul Vagner Sales

vagner-e-mazinho-in1O Promotor Eleitoral da 4ª Zona, Iverson Bueno, impetrou representação eleitoral pedindo a cassação do registro ou do diploma dos candidatos ao cargo de prefeito e vice-prefeito da coligação Força e Trabalho, Vagner Sales e Mazinho Santiago, além da aplicação de multa no valor de R$ 80 mil.

A notícia foi publicada no site do Ministério Público do Estado do Acre (MPE), na tarde desta quarta-feira (03). Segundo as informações o candidato Vagner Sales, no exercício do cargo de prefeito, se envolveu em quatro condutas vedadas, quando realizou doações em afronta a legislação, pois além de ser ano eleitoral, tais condutas não encontram exceção da lei a teor do § 10 da Lei 9504/97.

A representação eleitoral afirma que o prefeito Vagner Sales cometeu crime quando realizou a distribuição gratuita de valores para entidades privadas, entre elas, taxistas, mototaxistas e Apadeq, além de ter realizado um grande sorteio de prêmios – geladeiras, fogão e motos – numa festa pública em comemoração ao dia das mães. 

A séria denúncia do MPE aumenta a extensa lista de processos ajuizados contra o prefeito Vagner Sales, dentro os quais diversas ações de improbidade administrativa e causa uma grande expectativa no eleitorado de Cruzeiro do Sul que vive o drama de votar num candidato que está com pedido de cassação do registro de candidatura e perder seu voto.

A gravidade das acusações pode levar a cassação do registro da candidatura de Vagner Sales que tem mais de 30 anos de mandato, como gosta de destacar, mas em muitas ocasiões se envolveu em problemas com a Justiça. O ex-prefeito Aluízio Bezerra, por exemplo, foi afastado do cargo porque cedeu um trator para trabalhar na fazenda de Vagner Sales. Depois de denunciado o caso a Justiça mandou apreender o trator que estava na mesma fazenda que agora teve seu ramal asfaltado de forma irregular quando Vagner Sales deixou de asfaltar trechos críticos de diversos ramais, prejudicando muitos produtores rurais, para beneficiar sua propriedade e foi mais uma vez denunciado pelo Ministério Público.

O representante da coligação Força e Trabalho, Mário Neto, informou que o prefeito Vagner Sales até o presente momento não recebeu nenhuma representação da Justiça Eleitoral e só poderá se pronunciar depois de se informar com a assessoria jurídica.

thumb 1

DSC 1139 

www.vozdonorte.com.br – Elson Costa Foto Assessoria Frente Trabalho

Powered by Bullraider.com