LABSUL diagnostica primeiro caso de Dengue em Cruzeiro do Sul e confirma responsabilidade diagnóstica com o vale do Juruá

LABSUL predio

Mais uma vez o Labsul – Diagnósticos Clínicos Laboratoriais mostra competência e garante segurança a população da região do vale do Juruá em diagnósticos de doenças problemáticas não usuais ao diagnosticar na quinta-feira (27/02) o primeiro caso de Dengue Autóctone (originada na região – não trazida de outras localidades) em uma paciente residente no bairro do Cruzeirão.

LABSUL casal boa

Há cinco anos a diretoria técnica do Labsul, vendo a mazela da Dengue atingir o Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, se preparou tecnicamente importando materiais da Austrália e Ásia para o eminente risco da chegada do vírus da Dengue em nosso Estado e na região do vale do Juruá, pois os diagnósticos confirmados anteriormente pelo Labsul eram de pessoas vindas de outros estados ou da capital.

LABSUL equipamentos

Com rotina laboratorial diária no Labsul os exames são liberados em menos de 24 horas e geralmente no mesmo dia já são liberados aos pacientes.  Em 2013 o número de casos notificados de suspeita de Dengue teve aumento de 279% entre 1º de janeiro e 23 de março de 2013 na comparação com o mesmo período do ano de 2012, de acordo com dados do Ministério da Saúde.

As notificações recebidas nacionalmente passaram de 167,2 mil para 635,1 mil nas 12 primeiras semanas de cada ano. Em Rio Branco não foi diferente, os casos aumentaram muito e anteviam que era questão de tempo o vírus da Dengue acometer pessoas em Cruzeiro do Sul. Mesmo não tendo número significativo de casos de Dengue Exógenos o Labsul manteve atualizado o arsenal diagnóstico para possível surto no Juruá.

Com este posicionamento, o Labsul – Diagnósticos Clínicos Laboratoriais demonstra seu comprometimento com a saúde da população do Juruá e em proteger e salvar vidas. Assim, com 2 dias ou 48 horas do início dos sintomas, os marcadores sorológicos já podem ser realizados no Labsul com liberação dos resultados no mesmo dia.

SINTOMAS DA DENGUE

O vírus da Dengue pode se apresentar de quatro formas diferentes, que vai desde a forma inaparente, em que apesar da pessoa está com a doença não há sintomas, até quadros de hemorragia, que podem levar o doente ao choque e ao óbito.

Sintomas da Dengue:

Há suspeita de Dengue em casos de doença febril aguda com duração de até 7 dias e que se apresente acompanhada de pelo menos dois dos seguintes sintomas: dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dores musculares, dores nas juntas, prostração e vermelhidão no corpo.

Infecção Inaparente

A pessoa está infectada pelo vírus, mas não apresenta nenhum sintoma da Dengue.

Dengue Clássica

Geralmente, os sintomas da Dengue iniciam de uma hora para outra e dura entre 5 a 7 dias. A pessoa infectada tem febre alta (39° a 40°C), dores de cabeça, cansaço, dor muscular e nas articulações, indisposição, enjôos, vômitos, manchas vermelhas na pele, dor abdominal (principalmente em crianças), entre outros sintomas.

Os sintomas da Dengue Clássica duram até uma semana. Após este período, a pessoa pode continuar sentindo cansaço e indisposição.


Dengue Hemorrágica

 

A febre alta é um dos primeiros sintomas da Dengue.

Inicialmente os sintomas da Dengue Hemorrágica se assemelha a Clássica, mas, após o terceiro ou quarto dia de evolução da doença, surgem hemorragias em virtude do sangramento de pequenos vasos na pelo e nos órgãos internos. A Dengue Hemorrágica pode provocar hemorragias nasais, gengivais, urinárias, gastrointestinais ou uterinas.

Na Dengue Hemorrágica, assim que os sintomas de febre acabam a pressão arterial do doente cai, o que pode gerar tontura, queda e choque. Se a doença não for tratada com rapidez, pode levar à morte.

Síndrome de Choque da Dengue

A pessoa acometida pela doença apresenta um pulso quase imperceptível, inquietação, palidez e perda de consciência. Neste tipo de apresentação da doença, há registros de várias complicações, como alterações neurológicas, problemas cardiorrespiratórios, insuficiência hepática, hemorragia digestiva e derrame pleural.

Entre as principais manifestações neurológicas, destacam-se: delírio, sonolência, depressão, coma, irritabilidade extrema, psicose, demência, amnésia, paralisias e sinais de meningite. Se a doença não for tratada com rapidez, pode levar à morte.

É importante destacar que a Dengue é uma doença dinâmica, que pode evoluir rapidamente de forma mais branda para uma mais grave. É preciso ficar atento aos sintomas que podem indicar uma apresentação mais séria da doença.

SINAIS DE ALERTA - Dengue Hemorrágica

1. Dor abdominal intensa e contínua (não cede com medicação usual); 2. Agitação ou letargia; 3. Vômitos persistentes; 4. Pulso rápido e fraco; 5. Hepatomegalia dolorosa; 6. Extremidades frias; 7. Derrames cavitários; 8. Cianose; 9. Sangramentos expontâneos e/ou prova de laço positiva; 10. Lipotimia; 11. Hipotensão arterial; 12. Sudorese profusa; 13. Hipotensão postural; 14. Aumento repentino do hematócrito; 15. Diminuição da diurese; 16. Melhora súbita do quadro febril até o 5 dia; 17. Taquicardia.

Powered by Bullraider.com