Assinada ordem de serviço para recuperação de 428 quilômetros de estradas federais no Acre

Denit 1 capa

Nos próximos dois anos serão recuperados 428 quilômetros de estradas federais no Acre, nas rodovias 317 e 364, num investimento aprovado pela presidenta Dilma Rousseff de R$ 143,5 milhões

Nos próximos dois anos serão recuperados 428 quilômetros de estradas federais no Acre, nas rodovias 317 e 364, num investimento aprovado pela presidenta Dilma Rousseff de R$ 143,5 milhões. A ordem de serviço foi assinada hoje no Gabinete Civil pelo governador Tião Viana e pelo superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), nos estados de Rondônia e Acre, André Reitz do Valle.

Serão recuperados os trechos da BR-364 na divisa com Rondônia até Sena Madureira e da BR-317 entre Brasileia e Assis Brasil. A obra já foi licitada e três empresas vão executar os serviços a partir dos próximos dias. A operação envolve tapa-buracos, galeria, bueiros, recuperação de acostamentos, aterros e sinalizações. O prazo para conclusão é de dois anos e os primeiros resultados poderão ser vistos ainda neste período de inverno amazônico.

 Denit 2 dentro

 

O governador Tião Viana agradeceu o empenho da presidenta Dilma, do Ministério dos Transportes e do Dnit em relação à BR-364, que será inaugurada no próximo ano

“É um esforço grande que o governo federal está fazendo para que a gente possa ter condições melhores nas rodovias de todo o país. Estamos reafirmando aqui uma parceria com o Acre emitindo hoje a ordem de serviço para que as obras iniciem nos próximos dias”, disse o superintendente do Dnit.

O governador Tião Viana agradeceu o empenho da presidenta Dilma, do Ministério dos Transportes e do Dnit em relação à BR-364, que será inaugurada no próximo ano “com a maior festa já vista na Amazônia. Sou muito grato à compreensão de vocês sobre o que é fazer uma estrada nas condições de solo e chuva da região e com confiança mútua estamos vencendo as dificuldades e avançando nas obras. As normas técnicas dos laboratórios que analisam solos de Brasília não podem ser consideradas no Acre, que tem um solo de tabatinga. São essas as diferenças que pouco a pouco estão sendo compreendidas e que para nós são fundamentais”, explicou o governador.

Denit 3 dentro 

 

O diretor do Departamento de Estradas e Rodagens do Acre (Deracre), Ocírodo Oliveira, destacou que, com os investimentos federais na recuperação das rodovias, os recursos que serão economizados serão investidos no programa Ramais do Povo (Foto: Sérgio vale/Secom)

Em 2011 pela primeira vez em 44 anos a BR-364 ficou aberta no período de inverno, garantindo o direito de ir e vir de milhares de pessoas que moram às margens da estrada ou nos municípios que são cortados por ela. O diretor do Departamento de Estradas e Rodagens do Acre (Deracre), Ocírodo Oliveira, destacou que, com os investimentos federais na recuperação das rodovias, os recursos que serão economizados serão investidos no programa Ramais do Povo, com atendimento dos ramais ligados à produção.

Agência de Notícias do Acre - Tatiana Campos – Fotos: Sérgio Vale

Powered by Bullraider.com