Motociclistas cruzeirenses presos dirigindo alcoolizados são enquadrados nas novas regras da Lei Seca

38620111109171553Uma das fianças foi arbitrada em R$ 3 mil

Os primeiros condutores cruzeirenses a serem enquadrados nas novas regras da Lei Seca que dobrou o valor das multas foram três motociclistas abordados no final de semana por policiais do Pelotão de Trânsito da Polícia Militar. Os condutores flagrados embriagados foram presos e encaminhados à Delegacia Geral de Polícia onde tiveram que pagar multa e fiança para serem liberados.   

A primeira abordagem aconteceu no sábado (22) quanto o motociclista Jorge Carneiro da Silva foi preso por embriaguês e enquadrado no artigo 306 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O delegado arbitrou uma fiança de R$ 3.000,00 para a liberação do acusado.  

Frederico Silva de Oliveira, 20, foi preso por militares da Ronda Policial da PM, por volta das 18:00 horas, quando conduzia uma motocicleta Yamaha YTZ 15, placa NAA 8736, nas proximidades do semáforo da Lagoa. Os policiais perceberam que ele aparentava sinais de embriaguês e fizeram uma abordagem que confirmou a suspeita. O teste do bafômetro teve resultado de 0,66 mg/l de álcool, nível superior ao permitido.

Elton Queiroz de Lima, 20, foi preso por volta das 20:30 horas de domingo (23) quando conduzia uma passageira na garupa sem o capacete. A infração foi cometida na Avenida 25 de Agosto, proximidades da Escola João Kubtischek, onde o motoqueiro foi abordado por policiais do Giro que foram acionados pelo Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp).

Ao fazerem a abordagem os policiais deram ordem para o motociclista para, mas ele não atendeu a determinação e jogou a moto em direção a guarnição do GIRO, saindo em disparada na Rua Paraná, proximidades do Quartel do 6º Batalhão de Polícia Militar (6º BPM), mas foi alcançado pela viatura do Pelotão de Trânsito, nas proximidades da Escola João Kubtischek.

O motociclista foi encaminhado à Delegacia Geral de Polícia onde foi convidado à fazer o teste do bafômetro que acusou 0,68 mg/l de álcool, momento que foi dado voz de prisão. O acusado não tem Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e também não portava documentação do veículo que foi removido para o pátio da 1ª Ciretran. Elto ficou preso na Delegacia.  

Novas regras da Lei Seca

O gerente da 1ª Ciretran de Cruzeiro do Sul, Valdeci Dantas, esclareceu que com a entrada em vigor das novas regras da Lei Seca, além do aumento da multa para o motorista que for flagrado, que teve seu valor aumentado para R$ 1.915,00, a polícia agora poderá usar testemunhos, exames clínicos e até vídeos para que o condutor responda criminalmente, mesmo que ele não sopre no bafômetro.

Até quinta-feira (21), era considerado crime dirigir com mais de 0,6g de álcool por litro de sangue ou 0,3g por litro de ar. Agora é infração dirigir com capacidade psicomotora alterada, segundo a lei. A multa pode ainda chegar a R$ 4 mil, caso o motorista seja pego novamente em menos de um ano na Lei Seca.

A Lei Seca foi criada há quatro anos. O percentual de motoristas flagrados alcoolizados caiu de 20% em 2009 para 8,6% neste ano. Nesse período, mais de 40 mil veículos foram rebocados e quase 81 mil motoristas tiveram a carteira de habilitação recolhida.

www.vozdonorte.com.br - Elson Costa

Powered by Bullraider.com