Doutouranda cruzeirense Idelcleide Cordeiro lança o livro Da Biodiversidade ao Conhecimento Tradicional em concorrida noite de autógrafo na Biblioteca Padre Trindade
Noite de autógrafos da obra DA BIODIVERSIDADE AO CONHECIMENTO TRADICIONAL, da escritora e doutoranda cruzeirense Idelcleide Cordeiro, em sua terra natal, foi bastante prestigiada

Doutouranda cruzeirense Idelcleide Cordeiro lança o livro Da Biodiversidade ao Conhecimento Tradicional em concorrida noite de autógrafo na Biblioteca Padre Trindade

Noite de autógrafos da obra DA BIODIVERSIDADE AO CONHECIMENTO TRADICIONAL, da escritora e doutoranda cruzeirense Idelcleide Cordeiro, em sua terra natal, foi bastante prestigiada

Noite de autógrafos da obra DA BIODIVERSIDADE AO CONHECIMENTO TRADICIONAL, da escritora e doutoranda cruzeirense Idelcleide Cordeiro, em sua terra natal, foi bastante prestigiada

Elson Costa – Fotos: Ismael Medeiros

Com a experiência de ter exercido funções públicas de destaque nos principais órgãos ambientais dos Estados do Acre e Amazonas há mais de 25 anos a economista e advogada cruzeirense Idelcleide Rodrigues Lima Cordeiro lançou nesta sexta-feira (12), na Biblioteca Padre Trindade, seu livro “ Da Biodiversidade ao Conhecimento Tradicional”, numa noite de autógrafos prestigiada por familiares e amigos da sociedade cruzeirense.

A escritora ressaltou sua satisfação de lançar a obra em Cruzeiro do Sul

A escritora ressaltou sua satisfação de lançar a obra em Cruzeiro do Sul

foto 20

A escritora e doutouranda cruzeirense Idelcleide Cordeiro, filha do saudoso empresário e deputado federal Ildefonço Cordeiro, fez questão de realizar o lançamento da obra na sua cidade natal. Ela guarda muitas recordações do saudoso pai e também agradece o apoio do ex-governador Orleir Cameli que em seu governo acreditou no seu trabalho quando a indicou para o Instituto de Meio Ambiente do Acre (IMAC).

“Para meu pai, Ildefonço Cordeiro, que me deixou uma saudade que nunca passa” é uma dedicatória especial e homenagem ao pai que na sua vida como empresário e depois como deputado federal realizou muitas ações e desenvolveu projetos para beneficiar a população e o desenvolvimento de Cruzeiro do Sul, do vale do Juruá e do Acre através dos recursos de Emendas parlamentares investidos nos municípios.

“Deus, princípio e fim de todas as coisas, que tudo concebe e nos concede diariamente suas dádivas, sem o qual nada disso seria possível”, sua mãe “Maria Cleide, não só pela oportunidade da vida, mas também por ter me ensinado os valores para enfrentá-la e o filho Marcelo Godinho, pela compreensão dos momentos distantes”, além dos irmãos Ildemar, Ilderlei, Irlândio, Mara, Ilmara e Idelfoncinho, receberam homenagem especial.

Livro trata do Direito Ambiental e retrata a preocupação com a defesa da biodiversidade e discute a importância dos conhecimentos tradicionais

Livro trata do Direito Ambiental e retrata a preocupação com a defesa da biodiversidade e discute a importância dos conhecimentos tradicionais

O livro Da Biodiversidade Ao Conhecimento Tradicional, fruto da experiência da autora que trabalha na área desde 1.992, trata do Direito Ambiental e da preocupação com a defesa da biodiversidade que vem crescendo nos últimos anos em razão do progresso das ciências biológicas, sobretudo nas áreas de engenharia genética, biologia molecular e da moderna biotecnologia.

 

 A obra trata também da importância da preservação da biodiversidade e demonstra a necessidade da criação de mecanismos e instrumentos jurídicos eficientes para sua proteção. Inicialmente a pesquisa apresenta questões fundamentais da biodiversidade, discutindo a evolução deste conceito, bem como as noções de patrimônio genético e do conhecimento tradicional associado.

“Nesta obra mostro a necessidade de se ter uma legislação que contemple a biodiversidade do Estado, da Amazônia, do Brasil e também o conhecimento tradicional dos povos da floresta que precisa ser protegido. Com certeza é uma grande satisfação estar na minha terra natal fazendo o lançamento do meu livro porque entendo que até seria uma falta de respeito com nosso povo não ser assim”, afirma.

foto 16Idelcleide Cordeiro ressalta que a legislação ambiental brasileira, apesar de ser destinada a proteção da biodiversidade e dos conhecimentos tradicionais deixa algumas dúvidas jurídicas na sua execução porque o Brasil tem a maior biodiversidade do planeta, metade dela está na Amazônia e grande parte em Cruzeiro do Sul. A riqueza da flora e fauna da região levou a criação do Parque Nacional da Serra do Divisor.

“Infelizmente estamos numa fronteira aberta onde a fiscalização é difícil de ser feita. Por esta razão muito da biodiversidade da região está sendo saqueada e explorada de maneira irregular pelo Peru pela falta de fiscalização eficiente. Além da proteção à biodiversidade é preciso também proteger os conhecimentos tradicionais dos povos da floresta, que é uma riqueza que também é explorada de forma irregular”, disse.

Idelcleide com as irmãs Mara, Irlândia e a cunhada Elionete

Idelcleide com as irmãs Mara, Irlândia e a cunhada Elionete

 

A escritora Idelcleide Rodrigues Lima Cordeiro é cruzeirense, formada em Direito e Economia, tem Pós-Graduação em Administração Pública, fez Mestrado em Direito Ambiental e atualmente é doutoranda do Programa de Pós-Graduação de Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia, da Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Entre outras funções ela foi Superintendente do Ibama no Acre.

“Sou uma pessoa muito determinada naquilo que quero, mas meu grande sonho é poder ajudar o meu Estado e a minha cidade natal. Fico muito feliz em ver que tanto o Estado quanto o município podem evoluir e quando retornamos encontramos os amigos bem e progredindo. Por isso fiz questão lançar o livro aqui em Cruzeiro do Sul porque é muito bom estar perto de quem gostamos”, ressalta.

Ildecleide com a família do irmão Irlândio

Ildecleide com a família do irmão Irlândio

Atualmente Idelcleide mora ainda em Manaus onde está concluindo o último módulo do Doutorado e depois retorna ao Acre para escrever sua tese, finalizou.

foto 23A empresária Beatriz Cameli, que prestigiou a noite de autógrafos, lembra que a literatura em Cruzeiro do Sul é destaque desde a fundação com muitas publicações como o livro escrito pelo General Glimedes Rego Barros que conta a história do período que o pai dele, Rego Barros, foi o prefeito e deixou muitos registros, além de obras escritas em alemão por padres com a história da igreja Católica e de outros autores.

“Toda obra escrita em livros ou na imprensa é de grande importância. Por isso sempre prestigio esses momentos. Ainda quero ver as obras escritas pelos padres alemães traduzidas para sabermos sobre aquele tempo. Agora, a Idelcleide Cordeiro lança essa obra sobre direito ambiental de grande importância para os que trabalham com o meio ambiente que precisam cada vez mais respeitar a natureza”, disse.

Dona Beatriz, na época que o saudoso Orleir Cameli, seu esposo, foi governador foi nomeada como coordenadora da obra do Álbum Iconográfico de Cruzeiro que reúne muitos dados e fotografias desde os primeiros tempos e para sua realização contou com a colaboração de muitos cruzeirenses. Apesar do pouco tempo de quatro meses para a confecção resultou numa obra histórica para o município.

“Sempre gostei de ler e fui curiosa de saber sobre a história antiga dos seringueiros, dos barões do café, da borracha e como coordenadora daquela obra feita em pouco tempo conseguimos levantar muitos dados e fotografias. Agora, estou preparando um livro com a história do Orleir, com os momentos família, empreendedorismo e vida pública que deve estar pronto ainda este ano”, informa.

Veja quem prestigiou o lançamento da obra:

foto 7

foto 6

A escritora ressaltou sua satisfação de lançar a obra em Cruzeiro do Sul

A escritora ressaltou sua satisfação de lançar a obra em Cruzeiro do Sul

foto 10

foto 9

foto 21

foto 14

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*