Delegado Alexnaldo Batista destaca trabalho de parceria das polícias Civil e Militar ao confirmar que bandido foi ferido e preso depois de tentar assaltar policial a paisana

Delegado Alexnaldo Batista destaca trabalho de parceria das polícias Civil e Militar ao confirmar que bandido foi ferido e preso depois de tentar assaltar policial a paisana

Um policial militar a paisana que trafegava em sua motocicleta no bairro da Baixa, na manhã de terça-feira (08), foi abordado por Larisson Gabriel, 18, quando parou para atender o celular. Armado com um revólver o bandido anunciou o assaltou e roubou o celular da vítima. No momento que o criminoso guardou o celular e colocou a arma na cintura o policial sacou da arma para fazer a prisão. Numa atitude inesperada e impensada o assaltante tentou sacar a arma para atingir o policial, mas foi alvejado com vários tiros. Mesmo baleado ele conseguiu fugir na motocicleta, mas foi perseguido e caiu nas proximidades de um supermercado.

Delegado Alexnaldo Batista destaca alto grau de resolutividade de crimes pelo trabalho de parceria entre Polícia Civil e Militar

Delegado Alexnaldo Batista destaca alto grau de resolutividade de crimes pelo trabalho de parceria entre Polícia Civil e Militar

O delegado Alexnaldo Batista informou que mesmo atingido pelos disparos do policial o bandido conseguiu empreender fuga na sua motocicleta. “O policial o perseguiu e nas proximidades de um supermercado na zona central caiu e ainda tentou esconder o produto do roubo. Ele foi atingido por quatro disparos na região do abdómen e atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Felizmente está fora de perigo, mas já está flagranteado pelo crime de roubo e logo que tenha alta será encaminhado ao presídio Manoel Nery onde ficará a disposição da Justiça”, disse Alexnaldo.

O delegado destaca que o policial reagiu em defesa da sua própria vida ao perceber que o assaltante sacou a arma para atirar. “Sempre orientamos a população que não reaja a nenhum tipo de assalto ou roubo porque o criminoso não está preocupado com a vida da vítima ou a sua própria. Mas, o policial é preparado, precisa sempre estar atento porque sempre corre riscos. Esse criminoso já tinha várias passagens e é conhecido da polícia. É preciso ressaltar que a ação do policial foi legítima, ele cumpriu as formalidades, já foi ouvido, o processo foi realizado da maneira mais transparente possível e será encaminhado ao Judiciário”.

Alexnaldo Batista destaca o trabalho realizado em parcerias pelas polícias Civil e Militar que tem conseguido um percentual muito alto de resolutividade. “As Polícias Civil e Militar trabalham em parceria, é preciso destacar esse trabalho que tem conseguido apreender muitas armas, recuperar motocicletas roubadas e prender a maioria das pessoas envolvidas com o crime. Queremos manter uma parceria com a sociedade que é de grande importância na solução dos crimes com as informações que são sigilosas. A sociedade precisa confiar na polícia e nos órgãos de segurança pública que agem sempre para garantir paz ao cidadão”, disse.

Com referência a crimes, roubo ou qualquer ocorrência o delegado enfatiza sobre a necessidade de que mesmos as que pequeno poder ofensivo serem registradas na delegacia. “Se você teve seu celular ou bem roubado, furtado, acordou de manhã e percebeu que alguém entrou na sua residência venha a delegacia para registrar essa ocorrência porque quando um criminoso é preso são feitos levantamentos de todos os crimes que ele praticou. Se não houver o registro ele acaba sendo solto. É importante destacar que o registro da ocorrência faz com que os criminosos passem mais tempo atrás das grades”, afirma.

Comandante do 6º BPM avalia que policial agiu dentro da lei e em legítima defesa

Comandante do 6º BPM avalia que policial agiu dentro da lei e em legítima defesa

O comandante do 6º Batalhão de Polícia Militar (6º BPM), Major PM Evandro, confirmou a ocorrência que envolveu o policial militar que felizmente conseguiu sair ileso do assalto por ter agido com segurança e mesmo estando sob grave ameaça num momento oportuno conseguiu sacar sua arma e efetuar os disparos para se defender. “Avalio que ele agiu em legítima defesa porque estava sob grave ameaça e teve uma atitude correta”, disse, ao informar que o bandido tem várias passagens pelo crime. “É um indivíduo perigoso que já vitimou várias pessoas, mas agora, com certeza, deverá ficar um bom tempo sem praticar delitos”, destaca.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*